Farmacêuticos de Rondônia conquistam o Piso Salarial

0
12639
Em momento Histórico Farmacêuticos de Rondônia conquistam Piso Salarial Inédito!Após 6 anos o Sindicato dos Farmacêuticos de Rondônia – SINFAR-RO com apoio da Federação Interestadual dos Farmacêuticos – FEIFAR conquistaram a primeira negociação coletiva da história farmacêutica no estado.A negociação em Rondônia ficará registrada na história da farmácia brasileira como um dos grandes momentos de luta do movimento sindical e da categoria farmacêutica em busca de seus direitos e de sua Valorização Profissional.

 

A Negociação

Iniciada no ano de 2009 pelo presidente da SINFAR-RO Farm. Antônio de Paula Freitas com o apoio da FEIFAR através do presidente Farm. Danilo Caser a negociação foi protelada pelo setor jurídico do sindicato patronal durante as dezenas de audiências realizadas na Delegacia do Trabalho – DRT de Porto Velho até a ano de 2015 quando uma atitude arrojada do Sindicato fez avançar a negociação.

 

Por que tanta demora?

Em 2004 uma mudança na constituição estabeleceu que em caso de dissídio (quando não há acordo) a justiça só poderá ser acionada para decidir quando as duas partes estiverem de comum acordo em ir a justiça. Difícil entender? Sim muito difícil mais é isso mesmo. Quando não há acordo a justiça só poderá ser acionada caso haja acordo entre as partes. Assim utilizando esse artifício o sindicato patronal protelou por anos a negociação.

 

Fatos Marcantes

Durante esses anos de negociação houveram muitos episódios marcantes. Um deles é contado pelo presidente do Sindicato Antônio de Paula Freitas, “minha residência fica a 300 km de Porto Velho. Faço esse trajeto de carro. Em uma das audiências cheguei na porta da DRT as 4 horas da manhã. Não conseguia dormir devido a ansiedade perdi a noção das horas e saí de casa muito cedo. Como não tinha hotel fui pra porta da DRT.” “Neste mesmo dia o Antônio me ligou muito preocupado com receio de que nosso trabalho não ia dar resultado e que ele estava na DRT desde as 4 da manhã, conversamos e encontramos ânimo pra continuar, ele se emocionou no telefone, eu também e tivemos a certeza que apesar de toda a desconfiança que nos cercava naquele momento o certo era continuar.”

 

O passo decisivo

Em 2015 contra todos os prognósticos jurídicos de sucesso o Sindicato tomou a decisão de entrar na justiça para forçar o sindicato patronal a fechar a negociação. Surpreendendo a todos a justiça acolheu a ação e a negociação foi retomada.

 

Veja como ficou o Piso Salarial do Farmacêutico de Rondônia

Piso Salarial 44 horas semanais R$ 3000,00 + R$ 15,00 de ticket alimentação+ 5% de adicional pela RT
Total R$ 3480,00

Piso Salarial 36 horas semanais R$ 2448,00 + R$ 10,00 de ticket alimentação+5% de adicional pela RT
Total R$ 2790,40

Piso Salarial 24 horas semanais R$ 1632,00 + 5% de adicional pela RT
Total R$ 1713,60

Piso Salarial 20 horas semanais R$ 1360,00 + 5% de adicional pela RT
Total R$ 1428,00

GERÊNCIA ADICIONAL DE 25%

Data Base 30/06/2016

 

Referência

Feifar

Artigo anteriorRDC nº 53 de 2015 – Estabelece novos parâmetros para de produtos de degradação em medicamentos.
Próximo artigoPAF – Programa de Assistência ao Farmacêutico do CRF-SP
Farmacêutica graduada em Farmácia Industrial pela UFRJ, em 1998 e Pós-graduada em Docência Superior, pelo “Instituto A Vez do Mestre” - Filiada à Universidade Cândido Mendes, 2008. Pós-graduanda em Farmacologia Clínica e Prescrição Farmacêutica pelo Centro Universitário Celso Lisboa com formação prevista para 2018. Experiência em docência de farmacologia para alunos de curso técnico de enfermagem e atuante como propagandista médica na área de farmácia com manipulação, e como Farmacêutica gerente e responsável técnica na preparação de formulações sólidas em outra empresa do mesmo ramo. Experiência ampla, graças aos 14 anos dedicados a cuidar diretamente do paciente; oferecendo orientação farmacêutica, gestão de estoque, capacitação de balconistas quanto noções técnicas farmacêuticas e de farmacêuticos recém-contratados quanto à deontologia e captação de clientes. Fomentando valores, tais como: marketing e vendas e, em paralelo, o uso racional de medicamentos e conscientização da equipe de vendas como promotores de saúde. Iniciante na área de farmácia comunitária em 2002, tendo sido premiada em 2004 e 2011 como destaque na rede varejista Droga Raia onde atuava. Em 2017 findou-se a jornada em mais uma grande empresa varejista Drogarias Pacheco, onde atuava desde 2013 no mesmo segmento. Busca por aprimoramento contínuo, em uma área tímida, denominada Farmácia Clínica; onde os principais valores, como profissional dessa área, estão nas experiências compartilhadas com colegas, em palestras, experiências in loco com os pacientes e cursos que participo, me fazem cada vez mais desbravadora da profissão. Também, a leitura de novas informações em: farmacologia, sociologia, marketing, deontologia e farmacoeconomia, enriquece o meu saber. Como farmacêutica, estimuladora da arte de pensar e colunista da “farmacêuticas.com”, deixo uma citação, para retratar como nós farmacêuticos devemos nos reinventar, para sobreviver no mercado e, ao mesmo tempo, nunca - jamais e em tempo algum - esquecer da saúde e bem-estar de nossos pacientes. Conceitos arraigados em nosso código de ética. “A verdade é que os setores jamais ficam estacionados. Estão sempre em evolução. As operações tornam-se mais eficientes, os mercados se expandem e os atores chegam e vão embora." (A estratégia do Oceano Azul - como criar mercados novos e tornar a concorrência irrelevante - W.Chan Kim e Renée Maouborgne,- Rio de Janeiro: Elsevier, p.6, 2005).