Proibição ao uso de jaleco na rua por profissionais de saúde.

0
4091

Finalmente, foi aprovado  pela Câmara dos deputados Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) nesta última terça-feira (15/12)  a proibição ao uso de jaleco na rua por Profissionais de Saúde. Os profissionais  que saírem de seus locais de trabalho portando jalecos podem ser multados.

Esta é a proposta do Projeto de Lei (PL) 1.999/2015 aprovado na forma de substitutivo da deputada Conceição Sampaio (PP-AM).

O projeto altera o artigo 10 da lei nº 6437/97, que determina quais são infrações à legislação sanitária federal. Uma delas passaria a ser a utilização pelo profissional de saúde de equipamentos de proteção individual fora do zoneamento sanitário hospitalar, à exceção daqueles para atendimento de emergência e transporte de pacientes. Segundo Sampaio, [quote_center]tais instrumentos são veículos de contaminação de superbactérias e outras infecções hospitalares.[/quote_center]

“As superbactérias são resultantes do uso maciço de antibióticos, que selecionam as cepas mais resistentes e que poderia ser minorado com a adesão estrita por parte dos profissionais de saúde aos princípios e métodos de controle de infecções”, comentou a parlamentar durante leitura de seu relatório.

O PL segue para a Comissão de Constituição, Justiça e de Cidadania (CCJC).

[quote_center]Fim do desfile de moda de profissionais de saúde nas ruas[/quote_center]

Prática absurda de alguns profissionais da saúde irresponsáveis.
Prática absurda de alguns profissionais da saúde irresponsáveis.

 

Contaminação

contamincao-uniforme-profissionais-saude

Em estudo realizado em 2010 por alunas da Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), campus de Sorocaba, foi identificada a presença do Staphilococcus aureus, bactéria considerada um dos principais agentes de infecção hospitalar, em pelo menos 95,83% dos jalecos observados. Quatro anos depois, a mesma bactéria foi encontrada em 50% das amostras coletadas durante pesquisa desenvolvida no curso de enfermagem das Faculdades Integradas Teresa D’Avila, em Lorena (SP). Apesar do resultado, as pesquisadoras afirmaram ainda não haver estudos aprofundados sobre o assunto para estabelecer a indumentária dos profissionais um efetivo fator contaminador.

 

Fonte:

http://www2.camara.leg.br/atividade-legislativa/comissoes/comissoes-permanentes/cssf/noticias/seguridade-aprova-proibicao-do-uso-de-jalecos-fora-de-unidades-de-saude

Artigo anteriorAnvisa aprova medicamentos para câncer renal e doença pulmonar inéditos
Próximo artigoSanofi lança nova Insulina Toujeo para controle glicêmico prolongado
Formada em 2000 em Farmácia industrial pela Faculdades de Ciências Farmacêuticas Oswaldo Cruz, começou a atuar na área farmacêutica em 1998 com projetos científicos e em farmácia de manipulação. Em 2001 iniciou sua carreia em indústria farmacêutica, atuando nas áreas de Controle de Qualidade, Garantia e Gestão de Sistemas da Qualidade, Qualificação e Validação. Com experiência de mais 17 anos no setor, trabalhando em indústrias farmacêuticas nacionais e multinacionais, hoje realiza consultorias e treinamentos para indústrias de medicamentos, indústrias de cosméticos e saneantes, distribuidoras e montadoras de equipamentos da área farmacêutica. Empresária, consultora, blogueira, fundadora do Portal Farmacêuticas e da consultoria que leva o mesmo nome, esposa e mãe de duas filhas, tem como nova missão a criação de um portal, Farmacêuticas, voltado exclusivamente para o mundo farmacêutico, com dicas de projetos, eventos, cursos e notícias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui