A Área de Assuntos Regulatórios – é uma boa opção para mim?

11
27094

Para muitos profissionais, a área de Assuntos Regulatórios ainda é um caminho sonhado e pouco acessível. Durante muitos anos, me deparei com diversas queixas e um certo desânimo por parte dos aspirantes a esta trajetória.

Algumas constatações, de fato, refletem a realidade deste segmento. O estereótipo de um profissional regulatório bem-sucedido começa desde o domínio do inglês avançado e vai até a possuir habilidades de relacionamento com órgãos reguladores.  De fato, estas qualidades fazem parte do que se espera de um atuante na área, porém, muitas outras características e comportamentos quando atuando em conjunto, podem definir o sucesso da carreira regulatória.

 

A trajetória

sucesso-profissional2

Basicamente existem dois tipos de profissionais de olho na área de Assuntos Regulatórios (Regulatory Affairs, em inglês). O primeiro é aquele que saiu da Universidade já com forte intuito de iniciar a carreira no mundo da papelada. Para este pessoal, a jornada regulatória se estabelece majoritariamente por meio dos programas de Estágio. Uma vez dentro da área, facilmente este profissional é disputado pelas empresas de forma que, se souber gerir bem o seu caminho, conseguirá subir cada degrau da hierarquia com muito sucesso.

No segundo caso encontram- se aqueles que vislumbram uma transição na carreira. São pessoas dos mais variados setores do segmento da saúde que deixam-se levar pela fama deste profissional. Neste momento surge a dura constatação: migrar para este departamento pode ser muito mais difícil do que se imagina.

 

O perfil profissional de Assuntos Regulatórios

assuntos-regulatorios-3

Embora toda transição exija planejamento, disciplina e paciência, trabalhar com Assuntos Regulatórios demanda ainda mais uma série de qualificações e habilidades que estão em jogo.

Faça as seguintes perguntas a si mesmo:

1. Você gosta de trabalhar com burocracia, documentos, prazos de agências reguladoras, ler e interpretar legislações?

2. Está nos seus planos conversar em inglês/espanhol em teleconferências semanais?

3. Como você se comportaria diante de uma autoridade regulatória com a qual você deve negociar um registro para entregar o resultado esperado pelo seu chefe?

4. E como você lidaria com a pressão diária de ter o papel daquele que, na maioria das vezes, é o que diz “não” para todos os outros departamentos durante uma reunião estratégica?

 

documentos-anvisa-assuntos-regulatorios2

Se você não se identificou com nenhuma destas situações é muito provável que você esteja encantado pela área devido a fama que ela carrega de salários altos, viagens e reconhecimento. Pense bem antes de se aventurar porque o que diferencia um profissional bom do melhor é a paixão pelo que faz.

Por outro lado, se você sentiu aquele frio na barriga animador, não desista! No próximo artigo eu vou falar um pouco mais sobre o perfil do profissional regulatório e o que você pode fazer para chegar lá!

Forte abraço,

Ana Carolina Dionisio

Farmacêutica Bioquímica

Ficou interessado na carreira de Assuntos regulatórios?

Matricule-se agora mesmo no curso de Introdução à Assuntos Regulatórios (Vagas Limitadas):

 

Fonte:

Artigo inédito criado exclusivamente para o Portal Farmacêuticas permitido divulgação desde que citado as fontes e créditos do autor e do site.

 

Seja o primeiro a receber as notícias e artigos exclusivos do site. Cadastre  o seu e-mail no campo disponível  logo abaixo:

11 COMENTÁRIOS

  1. Realmente regulatory affairs é um campo excelente, principalmente em empresas fabricantes/importadoras de produtos médicos seja classe 1,2,3 ou 4.
    è um campo muito mais tranquilo que industria farmaceutica, em que precisa do famoso QI, e as remunerações são muito compativeis com as industrias farmaceuticas e as vezes até melhores.
    Acredito que logistica de medicamentos e área de produtos médicos(correlatos) são o caminho mais fácil para o farmaceutico sair de drogarias se tiver cursos, pós na área.
    Muitas multinacionais estão se instalando no Brasil por causa do dolar alto e isso é muito bom para nós.

    Outra coisa é que muitas delas pedem que você saiba a parte de regulatorio, mas também saiba a parte de qualidade, ou seja, a parte de qualidade é altamente teorica, e você pode aprender muito com cursos. Já a parte regulatorio é teória e prática, precisando de muita experiência para lidar a com as Visas.

    Já li todos os artigos do site, gostei muito do passo a passo de registro de medicamentos. Gostaria um passo a passo para start up inicial de uma importadora de produtos médicos.

    Abs

    • Oi, Eduardo!

      Muito obrigada por sua contribuição, elogios e sugestão de matéria.
      Vamos atuar de maneira mais forte agora na área de produtos médicos trazendo informações sobre registros, BPF, Normas ISO relacionadas e Validação. Em breve as matérias estarão no ar.

      Abs,

  2. Boa Tarde

    Parabéns pela matéria.
    Tenho experiência na área regulatória em multinacional, mas recebi uma indicação para uma fabricante nacional com uma proposta melhor.

    Eu tenho uma dúvida:
    Nas multinacionais de produtos médicos, os estudos de estabilidade de tempo real, acelerado, transporte, estudos de perfomance(desempenho) e estudos clínicos são fornecidos pelo fabricante estrangeiro. Chegando essa doc, a gente apenas envia para tradução e elabora o dossiê.

    Gostaria de saber como é realizado esses estudos em uma fabricante de produtos médicos no Brasil. É algum laborátorio que realiza para os fabricantes? Sabe algum?

    Muito Obrigado Fernanda!

  3. Bom dia!
    Gostaria de informações referentes aos cursos voltados para os assuntos regulatórios.
    Grato!
    José Santiago

    • Prezado José Antônio,

      Agradeço pelo interesse no curso de assuntos regulatórios. No entanto, este treinamento ocorreu no dia 5/8 e ainda não temos previsão para novas turmas.

      A programação foi esta publicada no artigo.

      Assim que abrirmos novamente a agenda publicarei aqui.

      Grata,

  4. Olá, sou estudante de farmácia e vou fazer um trabalho em assuntos Regulatórios. Com os seguintes temas: qual a função do farmacêutico nesta área? Quais são os conhecimentos necessários do farmacêutico nesta área? Qual o perfil do farmacêutico para trabalhar nesta área?
    Estou precisando de sua ajuda. Me ajude. Obrigada.
    Eunice

  5. Bom dia.

    Adorei a matéria. O conteúdo foi ao encontro do que eu já imaginava.
    Atualmente estou na área de logística com vistas a assuntos regulatórios.
    Mas como a transição de carreira não é muito fácil e eu não fiz estágio na área, estou me preparando de outras formas: faço coach com uma especialista em farmacêuticos, pós graduação em assuntos regulatórios, vou iniciar aulas de inglês com uma professor nativo e pretendo escrever num blog os aprendizados da pós e agora claro vou seguir seu site rs.

    Aguardo ansiosa sobre a próxima postagem.

    Até breve!

    Lorrainy

  6. Olá Fernanda,

    Obrigada por compartilhar a sua experiência conosco! Sou farmacêutica com experiência em GQ na indústria farmacêutica e sinto essa dificuldade para ingressar na área de Registro! Pretendo iniciar uma pós graduação, pois como não tenho experiência, entendo que buscar o conhecimento pode abrir as portas, mas mesmo assim não é nada garantido! De fato não podemos desistir de um sonho. Poderia por favor, indicar uma instituição de ensino para a pós graduação em Assuntos Regulatórios? Muito obrigada! Adoro o site, parabéns!!!!!

    • Oi, Jéssica!

      Você está certíssima, não desista de seu sonhoS! Busque por novas oportunidades.

      Com relação à pós-gradução na área de regulatórios, sinceramente, não indico nenhuma. Todas muitos fracas, e algumas com conteúdo desatualziado. Complicado…

      Mas se alguém que fizer alguma e tiver satisfeita com o resultado, fique à vontade para dar sua opinião, vai contribuir muito.

      Abs,

  7. Boa tarde Fernanda,

    Gostei muito das suas matérias e gostaria de agradecer por compartilhar seus conhecimentos.
    Tenho interesse em cursos na área de assuntos regulatórios e gostaria de saber quando estará aberto o próximo curso. Há alguma previsão?

    Obrigada!
    Jéssica

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui