Como solicitar o registro farmacêutico no Reino Unido

Como solicitar o registro farmacêutico no Reino Unido

O objetivo do post era falar sobre a validação do diploma farmacêutico aqui no Reino Unido, mas na verdade essa opção apenas existe para farmacêuticos formados em universidades de países que fazem parte da Área Econômica Europeia (EEA).

Para farmacêuticos formados em outros países que desejam exercer a função farmacêutica no Reino Unido é necessária a solicitação de registro farmacêutico junto ao General Pharmaceutical Council (GPhC), que é o órgão equivalente ao nosso Conselho Federal de Farmácia. Todo farmacêutico que deseja trabalhar aqui precisa ser registrado no GPhC para que possa exercer sua profissão.

Para ser apto a se registrar como farmacêutico no Reino Unido você precisa:

  • Ser formado em Farmácia em uma Universidade reconhecida pelo GPhC no Reino Unido (UK recognised pharmacist qualification)
  • Ser formado em Farmácia em uma Universidade na Área Econômica Europeia (EEA pharmacist qualification)
  • Ser formado em Farmácia em outro país que não Reino Unido/Área Econômica Europeia. (overseas/ non-EEA pharmacist qualification)

O nosso foco vai ser falar sobre o GPhC chama de Overseas (non-EEA) qualified pharmacists, ou seja, farmacêuticos formados em países que não fazem parte da EEA.

 

Etapas para solicitar o registro farmacêutico no Reino Unido

farmaceutico-reino-unido-3

Para que você possa solicitar seu registro como farmacêutico você precisa cumprir três etapas:

1. Overseas Pharmacists Assessment Programme – OSPAP (vou explicar melhor ele mais adiante),

2.  12 meses de treinamento pré-registro aprovado pelo GPhC,

3.  Ser aprovado no Registration Assessment, que é o exame do GPhC.

 

Primeira Etapa: O OSPAP (Overseas Pharmacists Assesment Programme)

overseas-pharmacists-assessment-programme-2

O OSPAP é um diploma de pós-graduação que consiste na primeira etapa para a solicitação de registro para farmacêuticos formados fora dos países da EEA. O OSPAP é um curso de um ano de duração a ser realizado em uma das 5 Universidades aprovadas pelo GPhC onde o farmacêutico será preparado e treinado para a profissão farmacêutica no Reino Unido.

Normalmente, os cursos começam em Setembro e Outubro (com exceção da Universidade de Sunderland que começa em Julho), então a inscrição deve ser feita o mais cedo possível para que você tenha tempo hábil para enviar o formulário de aplicação da Universidade (o Conselho recomenda que se faça a inscrição o quanto antes pois os cursos podem ser concorridos nas universidades e você pode acabar ficando sem vaga na Universidade que escolheu).

São cinco universidades no Reino Unido que são aprovadas pelo GPhC para o curso:

  • Aston University (Birmingham) – duração de 9 meses (integral) para pós-graduação ou a opção de 12 meses (integral) para mestrado. Custo: £11.300 pós-graduação / £16.850 mestrado
  • University of Brighton – e o curso mais flexível, duração de dois semestres (presencial apenas dois dias por semana, o restante a distância). Custo: £11.460.
  • Kingston University – duração de 1 ano (integral) com opção de upgrade para mestrado. Custo: £11.200 pós-graduação/£15.200 mestrado.
  • University of Sunderland – duração de 1 ano (integral) para pós-graduação. A Universidade também oferece a opção de mestrado. Custo: £7.330 pós-graduação/ £11.000 mestrado.
  • University of Hertfordshire – duração de 1 ano integral. Custo: £10.500 pós-graduação.

(Os valores e as informações foram obtidos através do site das Universidades)

 

O processo:

Para ser elegível ao OSPAP você precisa ter concluído o curso de farmácia no Brasil e ter realizado os estágios obrigatórios solicitados. Você precisa estar registrado como farmacêutico junto ao conselho de farmácia (vai precisar apresentar uma carta do seu conselho).

O HTC vai ser responsável por determinar se você é elegível ou não para fazer parte do programa OSPAP através da análise dos seguintes documentos solicitados:

  1. Teste da Língua Inglesa.

O GPhC somente aceita o IELTS e a nota mínima deve ser 7 em todas as categorias. O IELTS tem validade de 02 anos e precisa ser valido até o processo de inscrição ser finalizado.

  1. Diploma

O documento original deve ser enviado ao GPhC. Eles enviarão de volta para o seu endereço   quando o processo for finalizado.

  1. Passaporte

Você deverá enviar uma cópia da página de identificação (incluindo a foto).

  1. Questionário completo

O questionário é encontrado na página do GPhC na internet.

  1. CV

Você deve incluir no CV:

– Toda sua qualificação educacional e experiências de trabalho (mesmo as não farmacêuticas),

– Endereço completo dos locais de estudo (Escola/Universidade) e trabalho,

O GPhC solicita que todas as informações sejam mais detalhadas possíveis, incluindo inclusive os períodos sem trabalho. Todos os documentos enviados serão analisados com o seu CV para ter certeza que as informações estão coerentes.

  1. Fotos

Você deverá enviar duas fotos no formato passaporte. Elas devem ser certificadas conforme instruções do site do GPhC.

  1. Taxa de Inscrição

O Valor da taxa é de £687 (revisada cada ano) e o pagamento deverá ser realizado conforme o Formulário de Pagamento. (Taxa não reembolsável)

  1. Cópia da Certidão de Nascimento Autenticada
  1. Mudança de Nome

Se você tiver mudado o seu nome depois do casamento, você deverá enviar uma cópia de certidão de casamento Autenticada.

Documentos a serem enviados DIRETAMENTE ao GPhC:

Os seguintes documentos devem ser enviados dos órgãos (Conselho de Farmácia, Universidade) diretamente ao GPhC. Eles não podem ser enviados por uma terceira pessoa mesmo se forem através de carta selada. Se o GPhC considerar que a carta não foi enviada pelo órgão solicitado o documento será rejeitado.

  1. Histórico Escolar de Graduação: contendo as notas e as descrições das matérias cursadas. Através deste histórico que será avaliada a compatibilidade entre o seu currículo e o currículo inglês.
  2. Carta do Conselho de Farmácia confirmando o seu registro e boa conduta junto ao conselho.
  3. Referencias: Você deve organizar o envio de no mínimo duas referências, uma do seu atual/ultimo empregador e outra deve ser de algum profissional farmacêutico (professor da Universidade, orientador, etc.)

Todos os documentos deverão ser traduzidos para o inglês (tradução juramentada).

O GPhC irá processar sua inscrição em um prazo de 5 dias úteis e a decisão final ser enviada para você através de e-mail (ou por carta quando e-mail não for disponível).

Se a sua graduação for considerada como comparável ao Bacharelado do Reino Unido, com conteúdo farmacêutico adequado, você será considerável elegível para começar o OSPAP.

Junto com a resposta final você recebera um formulário para você listar, em ordem de preferência, qual a universidade que você gostaria de cursar. O GPhC enviara então toda a documentação as Universidades e a partir desta etapa as Universidades que entrarão em contato com você.

Você tem o prazo de dois anos acadêmicos para começar a cursar o OSPAP (ex: se você se candidatou antes de setembro de 2016, você poderá começar em setembro de 2016 ou setembro de 2017)

Você terá um prazo de 4 anos, após começar o OSPAP, para solicitar o seu registro como farmacêutico no Reino Unido.

 

Segunda Etapa: Treinamento Pré-Registro:

farmaceutic-reino-unido-4psd

Depois de finalizar o OSPAP você estará apto a começar o treinamento pré-registro, como duração de 52 semanas.

O treinamento pode ser feito tanto em farmácia comercial quanto no NHS (o sistema de saúde daqui do Reino Unido), o que inclui hospitais e clinicas que são como os postos de saúde no Brasil.

Existe também a opção de realizar o treinamento em Indústrias Farmacêuticas por seis meses, sendo que os outros seis meses devem ser completados em farmácia comercial ou NHS

Os treinamentos podem ser não-remunerados ou remunerados, com média salarial entre £16.000 e £22.000/ por ano.

Sob a supervisão de um orientador, você será treinado e deverá demonstrar conhecimento e habilidades necessárias para proporcionar um atendimento eficaz e seguro aos pacientes. O seu orientador te avaliara usando como base o Manual de Pré-Registro fornecido pelo GPhC.

O seu orientador será o responsável por escrever o relatório final dizendo se você está apto ou não para solicitar o registro farmacêutico.

 

Terceira Etapa: O exame

É através do exame final que o GPhC avalia se você sabe como aplicar seu conhecimento farmacêutico e se você sabe fazer os julgamentos corretos para a prática farmacêutica. O teste também avalia se você tem o conhecimento necessário para realizar cálculos farmacêuticos.

O exame é nacional e normalmente ocorre na última semana de Junho e na última semana de Setembro, em diferentes dias e horários.

Esta prova se divide em duas etapas: a primeira é formada de 40 questões de cálculo farmacêutico e a segunda de 120 questões de conhecimentos gerais farmacêuticos. Elas devem ser feitas no mesmo dia, a primeira no período da manhã (2 horas para realizar) e a segunda no período da tarde (2,5 horas para realizar).

Você terá três chances para passar no teste, mas deverá passar nas duas etapas ao mesmo tempo. Apenas após a divulgação do resultado, você poderá solicitar o Registro de Farmacêutico.

Conclusão sobre o processo do registro farmacêutico no Reino Unido 

farmaceutico-reino-unido-5

As informações foram todas obtidas através do GPhC. Apesar de ter pesquisado muito sobre o assunto, eu não precisei fazer o processo, então não posso contar os detalhes de uma experiência pessoal. Como minha área no Brasil era Qualidade e Assuntos Regulatórios, consegui um emprego aqui na área sem precisar ter o registro como farmacêutica.

A minha opinião pessoal sobre todo esse processo (levando em conta a minha graduação na UFSC): ele é necessário. O farmacêutico aqui no Reino Unido tem um papel muito mais ativo do que no Brasil, principalmente em se tratando do farmacêutico hospitalar. Na prática, do dia-a-dia eu me sentiria mais confiante se fosse melhor preparada e é isso que o OSPAP te concede.

É uma grande decisão (dois anos de dedicação, mais o custo financeiro) mas também tem retorno garantido (se você for apto a trabalhar no Reino Unido), pois vagas para farmacêutico existem aos montes aqui.

 

Referências

Link com informações: https://www.pharmacyregulation.org/registration/registering-pharmacist/overseas-non-eea-qualified-pharmacists

 

INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.

5 COMENTÁRIOS

    • Olá Betina,
      Parabéns pela sua página, me ajudou a esclarecer muitas dúvidas e tenho certeza que acaba com as dúvidas de muitas pessoas também!
      Eu sou farmacêutica e trabalho no Brasil em uma grande multinacional brasileira na área de Controle da Qualidade e já trabalhei em outra indústria com pesquisa e desenvolvimento.
      Gostaria de saber como é para um farmacêutico brasileiro trabalhar nesta área na Inglaterra e se há oportunidades também!
      E se puder me indicar algumas empresas para eu poder enviar meu currículo, ficaria muito grata.
      Muito obrigada

      Fernanda

  1. Boa tarde Betina
    Teria como passar seu e-mail ou zap.
    Fui esse mês de agosto passei 8 dias e me encantei com o país, muito lindo, organizado e conheci a rede de farmácia Boots.
    Tenho dupla nacionalidade, brasileira e portuguesa.
    Meu marido já está morando em Londres com a família.
    Como ainda não sei inglês ficarei ainda 6 meses pra continuar trabalhando e estudando a lingua.
    em fevereiro irei morar lá.
    Quais dicas que pode me passar.
    Meu e-mail: marciafarmacia.13@hotmail.com/ zap 98738-9106/ 99841-0747 os dois tem zaps.

  2. Olá, antes de mais agradecer pela informação e parabenizar pela página. Tenho uma dúvida, eu sou cidadã Moçambicana, residente em Portugal e obtive o mestrado integrado em ciências farmacêuticas em Portugal. Exerço atividade farmacêutica também em Portugal, não tenho ainda a nacionalidade. Como faço para solicitar o registro? Visto que tenho o curso obtido na EU, mais faço parte dos no-EEA. Melhores cumprimentos, Márcia Abdala

Deixe uma reposta