Tudo sobre as farmácias na Itália

Tudo sobre as farmácias na Itália

As farmácias na Itália são bastante diferentes das nossas farmácias no Brasil e de outros países como Estados Unidos e Reino Unido já mostrado no site.

Primeiramente, na Itália as farmácias não podem vender absolutamente nada que lembre uma de loja de conveniência, ou seja, jamais vamos encontrar balas, sorvetes e chocolates, chinelos, jornais, revistas, realizar serviços como pagar contas, colocar credito em telefone, comprar cigarros, material escolar, entre inúmeras outras coisas. E também não vamos encontrar grandes redes de farmácias como temos no Brasil.

Quando qualquer pessoa entra em uma farmácia na Itália ela tem que esperar em uma fila o seu atendimento, respeitando a distância da pessoa que está no balcão e esse procedimento serve não apenas para manter a ordem, mas para ter a privacidade porque na Itália, de um modo geral, a privacy é bastante respeitada, inclusive, com leis rigorosas.

˜

Farmácia na Itália é um lugar respeitado pela população e na  maioria dos estabelecimentos  apenas farmacêuticos trabalham, isso mesmo, sem balconista, gerente administrativo, caixa e outros funcionários. O farmacêutico é o único profissional dentro da farmácia. Ele faz diretamente a assistência farmacêutica e ao mesmo tempo toda a parte financeira do estabelecimento e o gerenciamento é feito exclusivamente pelo farmacêutico titular da farmácia. A exceção é no caso de uma farmácia comunale (traduzida aqui como farmácia da prefeitura) de gestão da prefeitura ou uma empresa.

O farmacêutico é contratado por concurso mediante provas de título e de conhecimentos para a função de diretor para realizar serviços administrativos, contábeis além da supervisão das atividades farmacêutica do estabelecimento. Junto ao farmacêutico diretor podem ainda ter na farmácia farmacêuticos colaboradores e em alguns casos auxiliares internos, que claro, não fazem a venda de medicamentos. A farmácia comunale possui preços geralmente mais baixos que a farmácia privada. Isso obriga muitas farmácias privadas a praticarem preços similares ao praticados por ela.

 

Horário de atendimento das farmácias na Itália

farmacia_comunale_2_original

O horário de atendimento varia de farmácia para farmácia, porém elas fecham geralmente às 19:30 horas. E caso ocorra uma emergência, são direcionados para a guarda farmacêutica que em linhas gerais é uma farmácia aberta 24 horas que vem escalada por turno dentro do mês na cidade, porém são bem poucas. Inclusive as farmácias comunale (da prefeitura) também participam desse rodízio. Também se incluem aqui os rodízios de final de semana.

Após o horário de funcionamento é possível encontrar produtos self-service que ficam do lado de fora das farmácias para serem comprados como, por exemplo, preservativos.

No período de férias do farmacêutico responsável no caso, o titular do estabelecimento a farmácia fica fechada. O farmacêutico titular fica presente no estabelecimento durante todo o seu período de funcionamento.

 

Dispensação de medicamentos e atenção farmacêutica

farmcia, farmacia

Praticamente todos os medicamentos são vendidos com receita médica. Para a venda de medicamentos como analgésicos e anti-inflamatórios a compra é liberada apenas se o farmacêutico verificar cada caso específico. Sem dúvida, são sempre indicados os mais seguros e dosagem mínimas.

Medicamentos como homeopáticos podem ser vendidos sem receita médica e também passam pelo farmacêutico. Ele faz a orientação esclarecendo a respeito desses medicamentos. Mesmo caso dos medicamentos fitoterápicos, que podem ser comprados  com retenção de receita ou ser de venda livre também sob a supervisão farmacêutica. È possível encontrar ainda dermatocosméticos e poucos produtos  médicos como  recipientes para exames de urinas e  também alguns  produtos infantis. O farmacêutico faz aferição de pressão arterial caso seja solicitado.

Para residentes no país existe o atendimento do médico de base (médico geral) que é gratuito com consultório localizados geralmente nas ruas próximas as residências, facilitando muito o contato entre o médico e o paciente. Como no Brasil também na Itália as receitas tem prazo de validade e são seguidos rigorosamente. Inclusive medicamentos como contraceptivos são comprados apenas com receita médica e também possuem prazo de validade devendo ser trocadas periodicamente. Outras classes de medicamentos vendidos com receitas são os antialérgicos, anti-hipertensivos, antibióticos entre outros. Em geral os medicamentos não ficam em exposição nas prateleiras são todos guardados dentro de gavetas.

farmacia_ricette-medici-ospedale-medicinali-farmaci[1]

Sem dúvida o farmacêutico é valorizado na Itália, todos estão sempre impecáveis de jaleco branco e com um broche de metal com o símbolo  da ordem dos farmacêuticos da Itália. Os estabelecimentos são relativamente pequenos e de certa forma familiar passando de geração em geração.

A assistência farmacêutica prestada visa garantir que os clientes recebam orientação sobre posologia, interações e efeitos colaterais. Além de prestar total assistência sobre medicamentos de referência e genéricos, intercambialidade a assistência farmacêutica ainda inclui orientações quanto ao uso correto de antibióticos.

 Abaixo como ilustração segue um exemplo de uma prescrição médica italiana  que é entregue nas farmácias. Atualmente, a Itália está implantando a prescrição eletrônica e o sistema é integrado ao sistema nacional de saúde.

receita-Captopril - Acediur non sostituibile[1]

Para a compra de medicamentos é sempre solicitado  a carteira sanitária do paciente , assim mediante tramite eletrônico é possível ter acesso aos dados pessoais  e também na Itália é possível deduzir até um determinado valor das  despesas de saúde no imposto de renda. Por isso, fica registrado na carteira de saúde (tessara sanitária) todos os gastos relativos a despesas de saúde de cada cidadão. Alguns medicamentos são subsidiados pelo governo podendo ter baixo custo ou nenhum.

Demais produtos como medicamentos de banca (venda livre), os chamados OTC, produtos veterinários, dispositivos médicos, produtos para higiene pessoal, mamadeiras para crianças e chupetas e outros artigos infantis, podem ser encontrados em estabelecimentos chamados de parafarmacias. Esse tipo de estabelecimento pode ser encontrado dentro de shoppings, aeroportos e grandes supermercados.

parafarmacia-italia

Mas vale ressaltar que apenas são vendidos nas parafarmacias medicamentos e outros produtos sem obrigação de prescrição médica, e para ocorrer essas vendas de medicamentos é necessário sempre a presença do farmacêutico. A figura abaixo ilustra o símbolo que constam nas embalagens dos medicamentos que não tem obrigação de receita médica.

 campanha-medicamento-receita-italia

 

Descarte consciente de medicamento

descarte-medicamento-italia

Finalizado a parte que também me chamou a atenção na Itália foi o descarte consciente de medicamentos vencidos. Eles devem ser feitos apenas nas farmácias, porque elas  possuem recipientes específicos. Durante o dia é possível encontrá-los tanto dentro quanto fora da farmácia. A população foi educada de uma maneira geral para não dispensar os medicamentos vencidos nem no ambiente nem tanto deixa-los em casa, minimizando assim possíveis acidentes como a ingestão por crianças.

 contenitori-farmaci-scaduti-auesse

Piso salarial do farmacêutico italiano

piso-farmaceutico-italia

  • Farmacêutico  mínimo média inicial  : 1.200 -1500 euros. Full time (período integral)
  • Farmacêutico comunale (prefeitura) com concurso: 2.000 euros. Full time (período integral)
  • Farmacêutico hospitalar com especialização  : média 3.000 euros mês. Full time (período integral)
  • Farmacêutico titular (dono) de uma farmácia : média 6.000 euros mês. Full time (período integral)
 Os valores aumentam se o farmacêutico trabalhar no horário noturno e finais de semana.

Conclusão

farmacia-italia-4

Como podem ver o respeito ao farmacêutico e a respectiva valorização do profissional na Itália é muito diferente do que acontece no Brasil. De  uma maneira geral as farmácias seguem esse padrão de atendimento, podendo, claro, existir ainda  pequenas variações regionais.

Obviamente que cada país tem a sua particularidade, mas de um modo geral, podemos aprender com as experiências bem sucedidas, e que sabe um dia aplicá-las aqui.
INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER
Join over 3.000 visitors who are receiving our newsletter and learn how to optimize your blog for search engines, find free traffic, and monetize your website.
We hate spam. Your email address will not be sold or shared with anyone else.

15 COMENTÁRIOS

  1. No Rio de Janeiro acho difícil, com o sindicado dos donos de farmácia sempre prejudicando os farmacêuticos. A “asco ferj”, é a que mais prejudica, o que esta instituição pode fazer para reduzir o piso do farmacêutico, e aumentar a carga horária e o trabalho do mesmo eles fazem… Para asco ferj, farmacêutico é um balconista de luxo.

  2. Ciao 👋
    Comecei o curso de farmácia e tô dando início no curso de italiano. Quero muito morar na Itália, meu sonho, sou apaixonada por essa cultura, esse modo de vida, tudo na Itália me encanta.
    Seu Blog é maravilhoso, parabéns.

  3. Adorei a matéria!! Mas…Jesus. Nem remédio para dor de cabeça ou alergia? Paracetamol, loratadina, nimesulida…nadinha sem receita? Acorda com dor de cabeça e tem que faltar ao trabalho para passar no médico e pegar receita?

    • Olá Luciana! Estou em Roma hoje, e como minha esposa estava com dor de cabeça fui a uma farmácia próxima estação Termini de Roma.
      Pedi um remédio para dor de cabeça e na hora, sem mais perguntas, ele me deu um cetoprofeno.
      Acredito que com medicamentos que exijam uma prescrição médica o farmacêutico seja mais atento e ocorra realmente uma atenção farmacêutica. Mas para os isentos, acho que o processo é o mesmo do Brasil.

      Abraço!!

      Carlos.

  4. Olá,
    Interessante esse artigo.
    Passo 36 dias na Itália e sou usuário continuo de remédio para pressão Atenolol / maleato inalapril 12 em 12h), colesterol(1 por dia), aspirina prevent( 1 por dia).
    Consigo esses remédios na Itália? Preciso da receita tanto em Português qto Italiano?
    Alguma ideia de custos desses remédios?
    Tentando evitar uma mala só de remédios!! :)
    Obrigado

  5. Boa tarde!
    Tens alguma informação sobre farmácia de manipulação na Itália? Existe igual ao Brasil?
    Obrigada!!

  6. Olá Fernanda! Parabéns pela página, excelente conteúdo.
    Uma dúvida, sabe como está o mercado para farmacêuticos industriais? Qual é a média salarial? Eu tenho experiência de 17 anos no Brasil em indústria farmacêutica (Garantia de Qualidade) e gostaria de poder imigrar para a Itália e continuar a trabalhar na mesma área.

    Muito obrigado.
    Abraço.

    Carlos.

    • Oi, Carlos!

      Agradeço pelas suas gentis quanto ao artigo!
      Também adoraria saber como está o mercado de trabalho na indústria italiana para farmacêuticos brasileiros. Apenas tenho informações sobre a Irlanda, no qual tenho diversos relatos de sucesso e abertura de mercado para nós.

      De qualquer maneira, sei de brasileiros que conseguiram vagas em grandes indústrias na Alemanha, Inglaterra e nos Estados Unidos. Mas na Itália não tenho informações.

      E se conseguir informações sobre a itália, por favor, compartilhe conosco.

      Abs