Tags Posts tagged with "Piso salarial do farmacêutico"

Piso salarial do farmacêutico

Há alguns dias, trouxemos a proposta da Carolina de Sousa Rufino de São Paulo para que fosse votada a Ideia Legislativa sugerindo o aumento do piso do farmacêutico para R$ 4.800,00 em todo país.

Nesta primeira fase, conseguimos o apoio dos colegas farmacêuticos atingindo mais de 20.000 votos.

Diante de tal  apoio a Ideia passou a agora para uma Sugestão Legistativa, e por isso, mais do que nunca precisamos  novamente do apoio de todos os farmacêuticos do Brasil.

Lembrando, que em muitos estados, conforme demonstrado no artigo Piso Salarial do Farmacêutico no Brasil, o piso definido está muito abaixo do ideal, havendo convenções coletivas há anos desatualziadas e até mesmo estados onde o piso salarial sequer existe!

O salário do farmacêutico talvez seja o mais oscilante dentre os profissionais da saúde com relação aos valores aplicados no mercado, a diferença ocorre devido às Convenções Coletivas fechadas pelos Sindicatos estaduais e regionais.

E no intuito de igualar o piso salarial, além da questão da valorização do profissional, foi proposta na página do e-cidadania do Senado pela Ana Carolina de Sousa Rufino de São Paulo a Ideia Legislativa sugerindo o aumento do piso do farmacêutico para R$ 4.800,00 em todo país, e agora virou uma SUGESTÃO LEGISLATIVA que igualmente precisa ser votada.

Quer ajudar a aumentar o piso salarial do farmacêutico?

O Portal do Senado Federal disponibilizou um link no qual qualquer pessoa pode “apoiar” o reajuste salarial. Para tanto,  é necessário acumular pelo menos 20.000 mil apoios.

Somente após chegar nesse número na etapa anterior é que a ideia tornou-se a Sugestão Legislativa nº 26 de 2017 e finalmente será debatida pelos Senadores.

APOIE o ajuste do piso farmacêutico! Clique aqui:

Campanha de apoio para o aumento do piso salarial do farmacêutico

 

Para que a proposta siga a diante é necessário o apoio de todos os farmacêuticos!

Até o momento temos apenas 214 apoiadores e 20 votos contra!

 

 

Sobre a atuação e a importância do Farmacêutico

O farmacêutico é um profissional fundamental, sendo o elo para as demais profissões no âmbito da saúde. Todo e qualquer tratamento sempre tem como rota final o atendimento do farmacêutico para dispensar de forma correta,  ou mesmo manipular o medicamento do paciente.

A jornada de trabalho do farmacêutico  é exaustiva! Trabalhar de pé atendendo clientes em drogarias e pacientes em hospitais, realizando plantões, e ainda trabalhar com manipulação de produtos fitoterápicos ou industriais, requer muito estudo, atenção e dedicação.

Depois da divulgação da ideia legislativa, o Senado Federal contabilizou 28571 apoios, indicando sucesso para o debate da sugestão legislativa conforme o nº26 de 2017.

No momento a atividade legislativa continua em andamento e necessita de novos apoios a ideia. Quanto mais apoio conseguimos, maior a possibilidade de levar a ideia para frente e aumentar o piso salarial.

Para apoiar, clique em:

http://www25.senado.leg.br/web/atividade/materias/-/materia/129901

Merecemos melhor valorização!

Por isso, vote e apoie a causa.

Lembre-se, unidos faremos a diferença!

 

Mensagem da Ana Carolina

“Hoje estamos com apenas 214 apoios a ideia e precisamos de mais para tomar proporção e então fazermos barulho. A ideia já foi designada a um relator, o Senador Valdir Raupp . Quanto mais apoio conseguirmos, maior a chances de conseguirmos levar esta ideia para frente e finalmente termos um piso salarial descente. Conto com o apoio de vocês para divulgação. Desde já agradeço a atenção.

Farmacêuticos Unidos tem força :)”

Ana Carolina de Sousa Rufino

 

 

 

Fonte

Portal Senado Federal – Sugestão Legislativa para aumento do piso salarial do farmacêutico: http://www25.senado.leg.br/web/atividade/materias/-/materia/129901

Piso Salarial do Farmacêutico no Brasil

Que o piso salarial do farmacêutico é muito baixo, visto a responsabilidade agregada, isso não é novidade. Aliás, em muitos estados/regiões podemos considerar que seja até vergonhoso.

E justamente, pela grande maioria dos profissionais brasileiros ser mal remunerada, é que devemos nos unir para lutar por um salário mais digno para a categoria.

O salário do farmacêutico talvez seja o mais oscilante dentre os profissionais da saúde com relação aos valores aplicados no mercado, a diferença ocorre devido às Convenções Coletivas fechadas pelos Sindicatos estaduais e regionais.

No intuito de igualar o piso salarial, além da questão da valorização do profissional, foi proposta na página do e-cidadania do Senado pela Ana Carolina de Sousa Rufino de São Paulo a Ideia Legislativa sugerindo o aumento do piso do farmacêutico para R$ 4.800,00 em todo país.

 

Quer ajudar a aumentar o piso salarial do farmacêutico?

O Portal do Senado Federal disponibilizou um link no qual qualquer pessoa pode “apoiar” o reajuste salarial. Para tanto,  é necessário acumular pelo menos 20.000 mil apoios.

Somente após chegar nesse número é que a ideia se tornará uma Sugestão Legislativa e será debatida pelos Senadores.

APOIE o ajuste do piso farmacêutico! Clique aqui:

Campanha de apoio para o aumento do piso salarial do farmacêutico

 

Para que a proposta siga a diante e vire uma Sugestão Legislativa, é necessário o apoio de pelo menos 20.000 pessoas.

Até o momento há pouco mais de 10 mil apoiadores.

A data limite para o apoio é até 18/10/2017.

 

Sobre a atuação e a importância do Farmacêutico

O farmacêutico é um profissional fundamental, sendo o elo para as demais profissões no âmbito da saúde. Todo e qualquer tratamento sempre tem como rota final o atendimento do farmacêutico para dispensar de forma correta,  ou mesmo manipular o medicamento do paciente.

A jornada de trabalho do farmacêutico  é exaustiva! Trabalhar de pé atendendo clientes em drogarias e pacientes em hospitais, realizando plantões, e ainda trabalhar com manipulação de produtos fitoterápicos ou industriais, requer muito estudo, atenção e dedicação.

Merecemos melhor valorização!

Por isso, vote e apoie a causa.

Lembre-se, unidos faremos a diferença!

 

Abraços,

 

Fernanda de Oliveira Bidóia

 

Fonte

Portal Senado Federal – Ideia Legislativa para aumento do piso salarial do farmacêutico: https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaoideia?id=77355

Em momento Histórico Farmacêuticos de Rondônia conquistam Piso Salarial Inédito!Após 6 anos o Sindicato dos Farmacêuticos de Rondônia – SINFAR-RO com apoio da Federação Interestadual dos Farmacêuticos – FEIFAR conquistaram a primeira negociação coletiva da história farmacêutica no estado.A negociação em Rondônia ficará registrada na história da farmácia brasileira como um dos grandes momentos de luta do movimento sindical e da categoria farmacêutica em busca de seus direitos e de sua Valorização Profissional.

 

A Negociação

Iniciada no ano de 2009 pelo presidente da SINFAR-RO Farm. Antônio de Paula Freitas com o apoio da FEIFAR através do presidente Farm. Danilo Caser a negociação foi protelada pelo setor jurídico do sindicato patronal durante as dezenas de audiências realizadas na Delegacia do Trabalho – DRT de Porto Velho até a ano de 2015 quando uma atitude arrojada do Sindicato fez avançar a negociação.

 

Por que tanta demora?

Em 2004 uma mudança na constituição estabeleceu que em caso de dissídio (quando não há acordo) a justiça só poderá ser acionada para decidir quando as duas partes estiverem de comum acordo em ir a justiça. Difícil entender? Sim muito difícil mais é isso mesmo. Quando não há acordo a justiça só poderá ser acionada caso haja acordo entre as partes. Assim utilizando esse artifício o sindicato patronal protelou por anos a negociação.

 

Fatos Marcantes

Durante esses anos de negociação houveram muitos episódios marcantes. Um deles é contado pelo presidente do Sindicato Antônio de Paula Freitas, “minha residência fica a 300 km de Porto Velho. Faço esse trajeto de carro. Em uma das audiências cheguei na porta da DRT as 4 horas da manhã. Não conseguia dormir devido a ansiedade perdi a noção das horas e saí de casa muito cedo. Como não tinha hotel fui pra porta da DRT.” “Neste mesmo dia o Antônio me ligou muito preocupado com receio de que nosso trabalho não ia dar resultado e que ele estava na DRT desde as 4 da manhã, conversamos e encontramos ânimo pra continuar, ele se emocionou no telefone, eu também e tivemos a certeza que apesar de toda a desconfiança que nos cercava naquele momento o certo era continuar.”

 

O passo decisivo

Em 2015 contra todos os prognósticos jurídicos de sucesso o Sindicato tomou a decisão de entrar na justiça para forçar o sindicato patronal a fechar a negociação. Surpreendendo a todos a justiça acolheu a ação e a negociação foi retomada.

 

Veja como ficou o Piso Salarial do Farmacêutico de Rondônia

Piso Salarial 44 horas semanais R$ 3000,00 + R$ 15,00 de ticket alimentação+ 5% de adicional pela RT
Total R$ 3480,00

Piso Salarial 36 horas semanais R$ 2448,00 + R$ 10,00 de ticket alimentação+5% de adicional pela RT
Total R$ 2790,40

Piso Salarial 24 horas semanais R$ 1632,00 + 5% de adicional pela RT
Total R$ 1713,60

Piso Salarial 20 horas semanais R$ 1360,00 + 5% de adicional pela RT
Total R$ 1428,00

GERÊNCIA ADICIONAL DE 25%

Data Base 30/06/2016

 

Referência

Feifar

As farmácias na Itália são bastante diferentes das nossas farmácias no Brasil e de outros países como Estados Unidos e Reino Unido já mostrado no site.

Primeiramente, na Itália as farmácias não podem vender absolutamente nada que lembre uma de loja de conveniência, ou seja, jamais vamos encontrar balas, sorvetes e chocolates, chinelos, jornais, revistas, realizar serviços como pagar contas, colocar credito em telefone, comprar cigarros, material escolar, entre inúmeras outras coisas. E também não vamos encontrar grandes redes de farmácias como temos no Brasil.

Quando qualquer pessoa entra em uma farmácia na Itália ela tem que esperar em uma fila o seu atendimento, respeitando a distância da pessoa que está no balcão e esse procedimento serve não apenas para manter a ordem, mas para ter a privacidade porque na Itália, de um modo geral, a privacy é bastante respeitada, inclusive, com leis rigorosas.

˜

Farmácia na Itália é um lugar respeitado pela população e na  maioria dos estabelecimentos  apenas farmacêuticos trabalham, isso mesmo, sem balconista, gerente administrativo, caixa e outros funcionários. O farmacêutico é o único profissional dentro da farmácia. Ele faz diretamente a assistência farmacêutica e ao mesmo tempo toda a parte financeira do estabelecimento e o gerenciamento é feito exclusivamente pelo farmacêutico titular da farmácia. A exceção é no caso de uma farmácia comunale (traduzida aqui como farmácia da prefeitura) de gestão da prefeitura ou uma empresa.

O farmacêutico é contratado por concurso mediante provas de título e de conhecimentos para a função de diretor para realizar serviços administrativos, contábeis além da supervisão das atividades farmacêutica do estabelecimento. Junto ao farmacêutico diretor podem ainda ter na farmácia farmacêuticos colaboradores e em alguns casos auxiliares internos, que claro, não fazem a venda de medicamentos. A farmácia comunale possui preços geralmente mais baixos que a farmácia privada. Isso obriga muitas farmácias privadas a praticarem preços similares ao praticados por ela.

 

Horário de atendimento das farmácias na Itália

farmacia_comunale_2_original

O horário de atendimento varia de farmácia para farmácia, porém elas fecham geralmente às 19:30 horas. E caso ocorra uma emergência, são direcionados para a guarda farmacêutica que em linhas gerais é uma farmácia aberta 24 horas que vem escalada por turno dentro do mês na cidade, porém são bem poucas. Inclusive as farmácias comunale (da prefeitura) também participam desse rodízio. Também se incluem aqui os rodízios de final de semana.

Após o horário de funcionamento é possível encontrar produtos self-service que ficam do lado de fora das farmácias para serem comprados como, por exemplo, preservativos.

No período de férias do farmacêutico responsável no caso, o titular do estabelecimento a farmácia fica fechada. O farmacêutico titular fica presente no estabelecimento durante todo o seu período de funcionamento.

 

Dispensação de medicamentos e atenção farmacêutica

farmcia, farmacia

Praticamente todos os medicamentos são vendidos com receita médica. Para a venda de medicamentos como analgésicos e anti-inflamatórios a compra é liberada apenas se o farmacêutico verificar cada caso específico. Sem dúvida, são sempre indicados os mais seguros e dosagem mínimas.

Medicamentos como homeopáticos podem ser vendidos sem receita médica e também passam pelo farmacêutico. Ele faz a orientação esclarecendo a respeito desses medicamentos. Mesmo caso dos medicamentos fitoterápicos, que podem ser comprados  com retenção de receita ou ser de venda livre também sob a supervisão farmacêutica. È possível encontrar ainda dermatocosméticos e poucos produtos  médicos como  recipientes para exames de urinas e  também alguns  produtos infantis. O farmacêutico faz aferição de pressão arterial caso seja solicitado.

Para residentes no país existe o atendimento do médico de base (médico geral) que é gratuito com consultório localizados geralmente nas ruas próximas as residências, facilitando muito o contato entre o médico e o paciente. Como no Brasil também na Itália as receitas tem prazo de validade e são seguidos rigorosamente. Inclusive medicamentos como contraceptivos são comprados apenas com receita médica e também possuem prazo de validade devendo ser trocadas periodicamente. Outras classes de medicamentos vendidos com receitas são os antialérgicos, anti-hipertensivos, antibióticos entre outros. Em geral os medicamentos não ficam em exposição nas prateleiras são todos guardados dentro de gavetas.

farmacia_ricette-medici-ospedale-medicinali-farmaci[1]

Sem dúvida o farmacêutico é valorizado na Itália, todos estão sempre impecáveis de jaleco branco e com um broche de metal com o símbolo  da ordem dos farmacêuticos da Itália. Os estabelecimentos são relativamente pequenos e de certa forma familiar passando de geração em geração.

A assistência farmacêutica prestada visa garantir que os clientes recebam orientação sobre posologia, interações e efeitos colaterais. Além de prestar total assistência sobre medicamentos de referência e genéricos, intercambialidade a assistência farmacêutica ainda inclui orientações quanto ao uso correto de antibióticos.

 Abaixo como ilustração segue um exemplo de uma prescrição médica italiana  que é entregue nas farmácias. Atualmente, a Itália está implantando a prescrição eletrônica e o sistema é integrado ao sistema nacional de saúde.

receita-Captopril - Acediur non sostituibile[1]

Para a compra de medicamentos é sempre solicitado  a carteira sanitária do paciente , assim mediante tramite eletrônico é possível ter acesso aos dados pessoais  e também na Itália é possível deduzir até um determinado valor das  despesas de saúde no imposto de renda. Por isso, fica registrado na carteira de saúde (tessara sanitária) todos os gastos relativos a despesas de saúde de cada cidadão. Alguns medicamentos são subsidiados pelo governo podendo ter baixo custo ou nenhum.

Demais produtos como medicamentos de banca (venda livre), os chamados OTC, produtos veterinários, dispositivos médicos, produtos para higiene pessoal, mamadeiras para crianças e chupetas e outros artigos infantis, podem ser encontrados em estabelecimentos chamados de parafarmacias. Esse tipo de estabelecimento pode ser encontrado dentro de shoppings, aeroportos e grandes supermercados.

parafarmacia-italia

Mas vale ressaltar que apenas são vendidos nas parafarmacias medicamentos e outros produtos sem obrigação de prescrição médica, e para ocorrer essas vendas de medicamentos é necessário sempre a presença do farmacêutico. A figura abaixo ilustra o símbolo que constam nas embalagens dos medicamentos que não tem obrigação de receita médica.

 campanha-medicamento-receita-italia

 

Descarte consciente de medicamento

descarte-medicamento-italia

Finalizado a parte que também me chamou a atenção na Itália foi o descarte consciente de medicamentos vencidos. Eles devem ser feitos apenas nas farmácias, porque elas  possuem recipientes específicos. Durante o dia é possível encontrá-los tanto dentro quanto fora da farmácia. A população foi educada de uma maneira geral para não dispensar os medicamentos vencidos nem no ambiente nem tanto deixa-los em casa, minimizando assim possíveis acidentes como a ingestão por crianças.

 contenitori-farmaci-scaduti-auesse

Piso salarial do farmacêutico italiano

piso-farmaceutico-italia

  • Farmacêutico  mínimo média inicial  : 1.200 -1500 euros. Full time (período integral)
  • Farmacêutico comunale (prefeitura) com concurso: 2.000 euros. Full time (período integral)
  • Farmacêutico hospitalar com especialização  : média 3.000 euros mês. Full time (período integral)
  • Farmacêutico titular (dono) de uma farmácia : média 6.000 euros mês. Full time (período integral)
 Os valores aumentam se o farmacêutico trabalhar no horário noturno e finais de semana.

Conclusão

farmacia-italia-4

Como podem ver o respeito ao farmacêutico e a respectiva valorização do profissional na Itália é muito diferente do que acontece no Brasil. De  uma maneira geral as farmácias seguem esse padrão de atendimento, podendo, claro, existir ainda  pequenas variações regionais.

Obviamente que cada país tem a sua particularidade, mas de um modo geral, podemos aprender com as experiências bem sucedidas, e que sabe um dia aplicá-las aqui.

Em um país com uma extensão territorial tão grande como o Brasil seria quase impossível não haver discrepâncias quando se trata do piso salarial de uma classe de profissionais, principalmente sendo esta na área da saúde.

O farmacêutico para a sua formação necessita ter conhecimentos acadêmicos de extrema complexidade, é o caso de matérias como imunologia e bioquímica, por exemplo.

Quando se forma, quase sempre, terá grande responsabilidade com relação à saúde da população, além de uma rígida cobrança por parte da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), do Conselho Federal de Farmácia e perante ao Conselho Regional de Farmácia de seu respectivo estado.

Em contrapartida, o que recebemos em troca?

Atuação limitada na área da saúde, baixo piso salarial, este quando foi definido por algum sindicato, pouca valorização, e muitas vezes péssimas condições de trabalho.

O que é pior, não dispomos de facilidades, como por exemplo, comprar um medicamento mais barato. Desenvolvemos, produzimos, controlamos e  dispensamos, mas nós mesmos não podemos adquirir medicamentos com descontos. Exceto para quem trabalha em drogarias e consegue algum desconto fornecido pelo dono do estabelecimento.

Em comparação com à OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), como exemplo, que disponibiliza farmácias exclusivas em diversos locais da Capital Paulista e do Brasil para os advogados comprarem medicamentos mais baratos.

E nós?

Aonde está a nossa valorização?

Ainda há Conselhos, como o CRF-SP, que busca parcerias com empresas para os farmacêuticos obterem descontos. Estes vão desde descontos em planos de saúde, lojas e até serviços.

Acho a proposta excelente, mas precisamos de muito mais.

E o principal é a remuneração digna e compatível com nossa responsabilidade.

Sendo assim, para melhor comparação da situação do farmacêutico no país, realizei um levantamento dos pisos salariais aplicados nos diferentes estados e áreas de atuação:

PISO SALARIAL DO FARMACÊUTICO NO BRASIL

1. Acre

piso-salarial-farmaceutico-acre

Não houve aumento de percentual salarial definido na Assembléia Extraordinária do SINDIFAC desde de 2014. Desta forma, os valores aplicados continuam sendo:

  • 20 horas semanais – R $ 2.480,00
  • 36 horas semanais – R$ 4.464,00

2. Alagoas

piso-salarial-farmaceutico-alagoas

Piso salarial e jornada de trabalho estipulada para o profissional Farmacêutico 2015-2016:

20 horas semanais

  • Farmacêutico: R$ 1.323,00
  • Farmacêutico Magistral: R$ 1.802,33

24 horas semanais 

  • Farmacêutico: R$ 1.587,66
  • Farmacêutico Magistral:R$ 2.325,03

 

30 horas semanais 

  • Farmacêutico:R$ 1.982,61
  • Farmacêutico Magistral:R$ 2.703,54

 

36 horas semanais 

  • Farmacêutico:R$ 2.379,10
  • Farmacêutico Magistral:R$ 3.058,83

 

40 horas semanais 

  • Farmacêutico: R$ 2.643,47
  • Farmacêutico Magistral:R$ 3.304,36

 

44  horas semanais 

  • Farmacêutico:R$ 2.995,93
  • Farmacêutico Magistral:R$ 3.744,97

Nota: O profissional farmacêutico, inclusive o Farmacêutico Magistral, que além de ser o responsável técnico pelo estabelecimento vier a acumular funções terá assegurado um adicional no valor de R$ 750,00 que será somado ao seu piso salarial.


3. Amapá

piso-salarial-farmaceutico-amapa

Segundo informações recentes, ainda não existe piso salarial estabelecido neste estado. Os acordos são definidos diretamente com os empregadores.

Durante a Assembleia Extraordinária do Sindicato dos Farmacêuticos do Amapá (SINFARMA) realizada em 03/05/2017, a categoria farmacêutica deliberou sobre a contraproposta de Convenção coletiva 2016/2017, da categoria patronal – SINDFARMA. De início refutou-se o valor de R$ 1.250,00 (mil duzentos e cinquenta reais) proposto pela Patronal.

Seria, se aprovada a proposta, o piso mais baixo do país. Absurdo!

 

4. Amazonas

piso-salarial-farmaceutico-amazonas

Piso estabelecido 2016-2018 – SINFAR-AM

Atacadistas e Distribuidores

  • Farmacêutico Bioquímico – 40 (quarenta) horas semanais – R$ 3.500,00 (Três mil e quinhentos reais);
  • Farmacêutico/Bioquímico – 30 (tinta) horas semanais – R$ 2.625,00 (Dois mil seiscentos e vinte e cinco reais);

Farmacêuticos que recebem acima do  salarial da categoria  terão reajuste com base no INPC do período sobre o salário base.

TRABALHO AOS DOMINGOS E FERIADOS – adicional de 100% (cem por cento) sobre o valor da hora normal trabalhada.

Para os demais setores do mercado, ainda fica valendo o piso estabelecido em 2013/2014:

Distribuidoras – 

  • Equipamentos e artigos hospitalares: R$ 2.500,00 – jornada de 20 horas semanais
  • Geral: R$ 5.000,00 para 40 (quarenta) horas semanais.

 

Importadoras

  • R$ 2.500,00 – jornada de 20 horas semanais

 

Ervanarias

  • R$ 2.500,00 – jornada de 20 horas semanais

 

Transportadoras

  • R$ 5.000,00 – jornada de 40 horas semanais

 

Domissanitários

  • R$ 5.000,00 – jornada de 40 horas semanais

 

Farmacêutico Hospitalar / Análises Clínicas

  • R$ 4.670,00 – jornada de 20 horas semanais

O SINFAR/AM comunica a todos os  Farmacêuticos que ainda não conseguiu fechar uma CCT ou Dissídio com as Distribuidoras, Importadoras, Ervanarias, Transportadoras, Domissanitários e Farmacêuticos da rede Hospitalar/Analises Clínicas.  O valor do piso permanece o mesmo publicado em 2012 no site do Sindicato.

 

 

5. Bahia

piso-salarial-farmaceutico-bahia

Relação de Salários de 2016

Valores mínimos praticados pelo Sindicato dos Farmacêuticos do Estado da Bahia:

Drogarias, Farmácias de manipulação e Distribuidoras (2016)

  • 20 Horas – R$ 1.916,97
  • 24 Horas – R$ 2.300,37
  • 30 Horas – R$ 2.875,46
  • 36 Horas – R$ 3.450,55
  • 40 Horas – R$ 3.833,95
  • 44 Horas – R$ 4.217,34

 

Farmácia Popular do Brasil (2012)

  • 20 Horas – R$ 1.849,00
  • 44 Horas – R$ 4.067,80 (Farmacêutico Auxiliar)
  • 44 Horas – R$ 4.360,22 (Farmacêutico Gerente)

 

Laboratórios (2015)

  • 20 Horas – R$ 1.847,34 + 20% de Insalubridade e 15% de RT sobre o base
  • 30 Horas – R$ 2.770,87 + 20% de Insalubridade e 15% de RT sobre o base
  • 40 Horas – R$ 3.694,94 + 20% de Insalubridade e 15% de RT sobre o base

 

Hospitais Particulares e Estabelecimentos de Saúde (2016)

  • 20 Horas – R$ 2.190,80 + 20% de Insalubridade e 10% de RT sobre o base
  • 30 Horas – R$ 3.286,42 + 20% de Insalubridade e 10% de RT sobre o base
  • 40 Horas – R$ 4.381,60 + 20% de Insalubridade e 10% de RT sobre o base

 

Hospitais e Laboratórios Filantrópicos da Bahia (2016)

  • 20 Horas – R$ 2.141,28 + 20% de Insalubridade e 20% de RT sobre o base
  • 30 Horas – R$ 3.212,00 + 20% de Insalubridade e 20% de RT sobre o base
  • 40 Horas – R$ 4.282,56 + 20% de Insalubridade e 20% de RT sobre o base

 

 Hospitais e Laboratório da Promédica  (2014)

  • 20 Horas – R$ 1.701,86 + 20% de gratificação de função sobre o salário base
  • 30 Horas – R$ 2.552,59 + 20% de gratificação de função sobre o salário base
  • 40 Horas – R$ 3.404,12 + 20% de gratificação de função sobre o salário base

 

Indústria (2016)

  • 20 Horas – R$ 2.190,80 + 20% de Insalubridade e 10% de RT sobre o base
  • 30 Horas – R$ 3.286,42 + 20% de Insalubridade e 10% de RT sobre o base
  • 40 Horas – R$ 4.381,60 + 20% de Insalubridade e 10% de RT sobre o base

 

 

6. Brasília – Distrito Federal

piso-salarial-farmaceutico-brasilia

Farmacêuticos

Convenção Coletiva de Trabalho 2016/2017

Os farmacêuticos responsáveis técnicos passam a ter as seguintes remunerações e cargas horárias diárias e semanais:

  • R$ 1.265,14 – jornada de 10 h  semanais
  • R$ 2.530,31 – jornada de 20 h semanais
  • R$ 2.676,45 – jornada de 24 h  semanais
  • R$ 3.790,22 – jornada de 30 h  semanais
  • R$ 3.868,35 – jornada de 34 h  semanais
  • R$ 5.055,86 – jornada de 40 h  semanais
  • R$ 5.409,31 – jornada de 44 h  semanais

Nota: O farmacêutico substituto, quando não responsável técnico, deverá receber salário negociado livremente entre as partes, ficando assegurado uma remuneração mínima inicial de R$ 3.172,87 para uma jornada diária de 8 (oito) horas e 40 horas semanais.

Reajuste de 8,6%

 

Trabalhadores de drogarias e farmácias

Empregados integrantes da categorias econômicas representados pelas drogarias, farmácias homeopáticas e farmácias de manipulação, com abrangência territorial em DF:

  • Operadores de caixa, operadores de telemarketing, estoquista e motoristas – R$ 899,10
  • Auxiliares Administrativos e Operacionais – R$ 971,08
  • Operadores de tele marketing – R$ 899,10
  • Cargo de gerência – R$ 1.141,42
  • Cargo de sub-gerência – R$ 913,57

NOTA: Para os trabalhadores que já percebiam salário acima do piso da categoria em 31 de outubro de 2015 terão um reajuste de 8,5% (oito e meio por cento).

7. Ceará

piso-salarial-farmaceutico-ceara

Negociação da Convenção Coletiva de Trabalho – SINFARCE / SINCOFARMA 2015Convenção Coletiva de Trabalho – SINFARCE / SINCOFARMA (2015/2016)

  • R$1.462,00- 20 horas semanais
  • R$1.754,00 – 24 horas semanais
  • R$2.193,00 – 30 horas semanais
  • R$2,631,00 – 36 horas semanais
  • R$3.216,00 – 44 horas semanais

Reajuste salarial de 7%

Convenção Coletiva de Trabalho – SINFARCE / SINCOFARMA (2017)

O reajuste será de 8%.

 

8. Espírito Santo

piso-salarial-farmaceutico-espirito-santo

Convenção Coletiva de Trabalho –  2018/ 2019

Piso Salarial nas categorias SINFES e SINDIEX

  • R$ 4.400,00

Jornada de trabalho de 40 horas semanais

Plano saúde: R$ 145,00

 

 

Serviços de saúde

  • R$ 3.330,00

 

Distribuidoras 

  • R$ 4.400,00

Reajuste de 10%

 

 

 

9. Goiás

piso-salarial-farmaceutico-goias

Convenção Coletiva de Trabalho – 2017/2019

Auxílio Creche: 50% (cinquenta por cento) do salário mínimo, para cada filho nascido

Reajuste: 6,00%

 

Farmácias e Drogarias de Goiás

Salários, reajustes e pagamento  – 2016 e 2017

Jornada de Trabalho de até 40 horas semanais (de segunda a sexta-feira)

  • R$ 1.121,00 – 10 horas semanais
  • R$ 1.396,00 – 14 horas semanais
  • R$ 2.237,00 – 20 horas semanais
  • R$ 2.510,00 – 24 horas semanais
  • R$ 3.349,00 – 30 horas semanais
  • R$ 3.630,00 – 34 horas semanais
  • R$ 3.844,00 – 36 horas semanais
  • R$ 4.469,00 – 40 horas semanais
  • R$ 4.743,00 – 44 horas semanais

Reajuste: 9,65%

Farmacêutico gerente 44 horas – R$ 4.743,00 + adicional de 40% R$ 1.897,20 = total salário farm. Gerente R$ 6.640,20


 Laboratórios de Análises e banco de sangue

Tabela de salários 2017/2018

  • R$ 1.549,95 – jornada de 24 horas semanais
  • R$ 2.322,57  – jornada de 36 horas semanais
  • R$ R$ 2.838,04  – jornada de 44 horas semanais

RESPONSABILIDADE TÉCNICA – As empresas ficam obrigadas a pagar uma gratificação correspondente a, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) sobre o piso salarial aos farmacêuticos-bioquímicos.

Reajuste de 6%

 

Anápolis

Tabela de salários 2014/2015

Jornada de Trabalho de até 40  horas semanais (de segunda a sexta-feira)

  • R$ 794,49 – 2 horas diárias – 10 horas semanais
  • R$ 1.588,98 – 4 horas diárias – 20 horas semanais
  • R$ 2.383,47 – 6 horas diárias – 30 horas semanais
  • R$ 3.177,96 – 8 horas diárias – 40 horas semanais

 

Jornada de Trabalho de até 44 horas semanais (de segunda a sábado)

  • R$ 1.111,86 – 2 horas diárias – 10 horas semanais  e 4 h no sábado
  • R$ 1.906,35 – 4 horas diárias – 20 horas semanais  e 4 h no sábado
  • R$ 2.700,84 – 6 horas diárias – 30 horas semanais  e 4 h no sábado
  • R$ 3.495,33 – 8 horas diárias – 40 horas semanais  e 4 h no sábado

Para calcular valor do piso que não conste nesta tabela deverá ser utilizado o piso de 44 horas R$ 3.495,33.

Transportadoras

Tabela de salários 2017/2018

Jornada de Trabalho de até 40  horas semanais (de segunda a sexta-feira)

  • R$ 1.338,00 – 2 horas diárias – 10 horas semanais
  • R$ 2.670,00 – 4 horas diárias – 20 horas semanais
  • R$ 4.000,00 – 6 horas diárias – 30 horas semanais
  • R$ 5.330,00 – 8 horas diárias – 40 horas semanais

 

Jornada de Trabalho de até 44 horas semanais (de segunda a sábado)

  • R$ 1.668,00 – 2 horas diárias – 10 horas semanais  e 4 h no sábado
  • R$ 2.998,00- 4 horas diárias – 20 horas semanais  e 4 h no sábado
  • R$ 4.330,00 – 6 horas diárias – 30 horas semanais  e 4 h no sábado
  • R$ 5.660,00 – 8 horas diárias – 40 horas semanais  e 4 h no sábado

Reajuste: 4%

 

Distribuidoras

Tabela de salários 2017/2018

Jornada de Trabalho de até 40 horas semanais (de segunda a sexta-feira)

  • R$ 1.194,20 – 2 horas diárias – 10 horas semanais
  • R$ 2.387,20 – 4 horas diárias – 20 horas semanais
  • R$ 3.581,30 – 6 horas diárias – 30 horas semanais
  • R$ 4.775,50 – 8 horas diárias – 40 horas semanais

 

Jornada de Trabalho de até 44 horas semanais (de segunda a sábado)

  • R$ 1.494,50 – 2 horas diárias – 10 horas semanais  e 4 h no sábado
  • R$ 2.686,15 – 4 horas diárias – 20 horas semanais  e 4 h no sábado
  • R$ 3.879,00 – 6 horas diárias – 30 horas semanais  e 4 h no sábado
  • R$ 5.072,50 – 8 horas diárias – 40 horas semanais  e 4 h no sábado

NOTA: Não será permitido pagamento de salário inferior ao valor de R$ 1.194,20 independentemente do número de horas inferior ao aqui estabelecido.

Reajuste de 4,57%

10. Maranhão

piso-salarial-farmaceutico-maranhao

SINFARMA (2016/2017)

  • R$ 2.529,19 – 40 horas semanais
  • R$ 2.276.28 – 36 horas semanais
  • R$ 1.896,00 – 30 horas semanais
  • 264,60 – 20 horas semanais

Reajuste: 8,97%

 

11. Mato Grosso

piso-salarial-farmaceutico-mato-grosso

Piso Salarial 2016/2017

  • R$ 1.439,76 – jornada de 20 horas semanais
  • R$ 2.157,69 – jornada de 30 horas semanais
  • R$ 2.373,46 – jornada de 33 horas semanais
  • R$ 2.876,92 – jornada de 40 horas semanais
  • R$ 3.164,61 – jornada de 44 horas semanais

 

12. Mato Grosso do Sul

piso-salarial-farmaceutico-mato-grosso-do-sul

Convenção Coletiva de Trabalho SINFAR/MS – 2016/2017

 

  • R$ 1.360,00 – jornada de 20 horas semanais
  • R$ 2.228,00 – jornada de 30 horas semanais
  • R$ 2.720,00 – jornada de 44 horas semanais

Piso salarial para 12 horas semanais: 1 salário mínimo regional.

Farmacêutico Gerente: adicional de no mínimo 40 % sobre o piso;

Farmacêuticos que trabalham 44 horas e que laboram em condições insalubres, o salário chega a R$ 2.896,00 (R$ 2720,00 de salário + R$ 176,00) de insalubridade

Reajuste: 9,92%

13. Minas Gerais

piso-salarial-farmaceutico-minas-gerais

Farmácias, Drogarias e Distribuidoras

Piso Salarial 2017

  • R$ 4.315,99 – jornada de 44 horas semanais
  • R$ 3.923,62 – jornada de 40 horas semanais
  • R$ 2.942,72 – jornada de 30 horas semanais
  • R$ 1.961,81 – jornada de 20 horas semanais

Reajuste de 4,7%

Hora normal: R$ 19,62

Hora Extra 50%: R$ 29,43

Hora Extra 100%: R$ 39,24

 

 

Análises Clínicas

2017 a 2019

Reajuste: 4,08%

Hora extra: 75%

 

Hospitais

2015 a 2016

Reajuste: 7% sobre o valor do salário correspondente a junho de 2015

Hora extra: 100%

 

Indústrias

Piso 2015/ 2016

  • Reajuste de 7% (01/06/2015)

Hora extra: 100%

14. Pará

piso-salarial-farmaceutico-para

Projeto de 2013 para fixar o piso salarial pautado na Comissão de Seguridade Social e Família previa estabelecer piso salarial de R$4.650,00.

O SINCOFARMA-PA apenas informa a Convenção Coletiva de 2011/2012 para os trabalhadores do comércio varejista farmacêutico. O piso em questão é de R$ 730,00.

Não foram obtidas mais informações a respeito do projeto salarial em questão.

Há dois anos o site Farmacêuticas tenta contato com o Sindicato dos Farmacêuticos do Pará para atualização dos dados, mas todas as tentativas foram sem sucesso.

 

15. Paraíba

piso-salarial-farmaceutico-paraiba

João Pessoa, Grande João Pessoa,  Campina Grande e demais Municípios do interior – 2016/2017

  • R$ 1.209,14 – jornada de 20 horas semanais
  • R$ 1.813,70 – jornada de 30 horas semanais
  • R$ 2.418,30 – jornada de 40 horas semanais

Responsabilidade Técnica: 10% sobre o piso de 40 horas ( R$ 241,83)

Cargo de Gerência: 40% sobre o piso de 40 horas ( R$ 967,32)

OBS: Lembrando que os percentuais acima serão calculados sobre o piso de 40 horas independente da jornada exercida pelo farmacêutico.

Reajuste salarial de 10,00% aos farmacêuticos que já recebiam salário acima do piso da categoria.

 

 

VALE-REFEIÇÃO

Nesta Convenção foi incluído 20 vale-refeições no valor de R$ 6,60 cada, para aqueles que trabalhem 40 horas semanais. (ESTE VALE É CONSIDERADO A PARTIR DA HOMOLOGAÇÃO DESTA CONVENÇÃO, NÃO SERÁ RETROATIVO)

ADICIONAL NOTURNO : O adicional noturno dos farmacêuticos será de 25% (vinte e cinco por cento).

 

FARMACIA DE MANIPULAÇÃO

Adicional de 25% sobre o piso : quem tem 2 ou mais anos de experiência na área.

Adicional de 15% sobre o piso : quem tem menos de 2 anos de experiência na área.

 

16. Paraná 

piso-salarial-farmaceutico-parana

Comércio Varejista Paranavaí – 2016/2017

  • R$ 2.941,78

Reajuste: 11,00%

 

Comércio Varejista Prod. Oeste do PR – 2016/2017

  • R$ 2.926,85

Reajuste: 9,80%

 

Comércio Varejista Prod. Londrina – 2016/2017

  • R$ 2.927,70

Reajuste: 9,80%

 

Indústrias Químicas e Farmacêuticas do PR – 2016/2017

  • R$ 3.018,05

Reajuste: 9,62%

 

Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde Campo Mourão – 2016/2017

  • R$ 2.610,10 – 44 horas semanais
  • R$ 2.136,40 – 36 horas semanais

Reajuste: 10,00%

 

Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde de Cianorte – 2016/2017

  • R$ 2.563,68

Reajuste: 9,00%

 

Comércio Varejista Prod. Maringá – 2016/2017

  • R$ 2.928,00 – 44 horas semanais

Reajuste: 11,07%

 

Sindicato dos Laboratórios de Análises e Patologia Clínica, Análise e Citologia do Paraná – 2016/2017

  • R$ 2.460,60

Reajuste: 8,00%

Auxílio Alimentação: entre R$ 87,50 a R$ 295,00

Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde do Paraná – 2016/2017

  • R$ 2.916,41 – 44 horas semanais

Reajuste: 9,83%

Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde de Maringá- 2016/2017

  • R$ 2.550,98

Reajuste: 9,00%

 

Comércio Varejista de Santo Antônio da Platina – 2016/2017

  • R$ 3,002,40

Reajuste: 11,10%

Comércio Atacadista de Drogas e Medicamentos do Paraná – 2016/2017

  • R$ 2.928,00

Reajuste: 11,07%

 

Indústrias Químicas e Farmacêuticas do PR (SINQFAR-PR) – 2016/2017

  • R$ 2.753,20

Reajuste: 9,88%

 

17. Pernambuco

piso-salarial-farmaceutico-pernambuco

 

Farmácias e Drogarias 2016/2017

Para os farmacêuticos que trabalhem em empresas que NÃO se enquadrem no rol da ABRAFARMA e em empresas do mesmo perfil econômico desta, ficam estabelecidos os pisos de:

  • R$ 1.757,38 para a jornada de 30 horas
  • R$ 2.988,09 para a jornada de 40 horas

Para os farmacêuticos que trabalhem em empresas que se enquadram no rol da ABRAFARMA e em empresas do mesmo perfil econômico desta, ficam estabelecidos os pisos de:

  • R$ 2.436,35 para a jornada de 30 horas
  • R$ 2.923,62 para a jornada de 36 horas
  • R$ 3.248,46 para a jornada de 40 horas

Reajuste: 8,5%

Aos profissionais que trabalhem em estabelecimentos que prestem Assistência Farmacêutica e que tenham como função principal a manipulação de fórmulas farmacêuticas oficinais e o controle de qualidade destas, fica estabelecido o piso salarial de:

R$ 3.119,19 para a jornada de 40 horas

Reajuste: 9,83%

 

 

Hospitalar 2016/2017

Para a Carga Horária de 30 horas semanais, serão fixados os seguintes pisos:

Nível I = R$ 1.616,65

Nível II = R$ 2.064,75

Nível III = R$ 2.370,72

 

Para a jornada de 12 x 60, serão fixados os seguintes pisos:

Nível I = R$ 1.921,53

Nível II = R$ 2.456,44

Nível III = R$ 2.821,00

 

Reajuste: 8,50%

 

Indústrias 2016/2017

Farmacêuticos que trabalham para empresas que possuam até 50 empregados na atividade industrial farmacêutica:

  • R$ 2.371,50

Farmacêuticos que trabalham para empresas que possuam mais de 51 e menos que 100 empregados na atividade industrial farmacêutica:

  • R$ 3.012,46

Farmacêuticos que trabalham para empresas que possuam mais de 100 empregados na atividade industrial farmacêutica

  • R$ 4.486,64

 

Reajuste: 11,31%

 

Distribuidoras e Importadoras 2016/2017

Aos profissionais Farmacêuticos que prestem Assistência Farmacêutica às empresas Transportadoras e/ou Armazenadoras de medicamentos, cosméticos e/ou correlatos o piso salarial de:

  • R$ 2.331,43

 

Aos profissionais Farmacêuticos que deixarem de exercer a função gerencial, ficará automaticamente restabelecida a jornada de trabalho de 30 (trinta) horas semanais, no caso de Distribuidoras Importadora/Exportadora de medicamentos, cosméticos e/ou correlatos, sendo-lhe assegurado, no mínimo, o piso salarial de:

  • R$ 2.917,06

 

 

18. Piauí

piso-salarial-farmaceutico-piaui

Convenção Coletiva de Trabalho – 2016

  • R$1.200,00 – 4 horas diárias ou 20 horas semanais
  • R$ 1.700,00 – 6 horas diárias ou 30 horas semanais
  • R$ 2.300,00 – 8 horas diárias ou 40 horas semanais

 

19. Rio de Janeiro 

piso-salarial-farmaceutico-rio-de-janeiro

 

Convenção Coletiva de Trabalho SINDFIBERJ – 2016/2017

  • Piso salarial de R$ 2.684,99

Reajuste de 10,00%

 

Indústrias 

Acordo Coletivo de trabalho – 2016

  • Piso salarial de R$ R$ 3.380,00

Os farmacêuticos que tenham atribuições de responsabilidade técnica pela produção industrial, perante a autoridade sanitária, perceberão sua remuneração acrescida de 50% (cinqüenta por cento) do salário.

Sobre os salários, vigentes em 01.03.2015, dos farmacêuticos que percebiam, à época, salários até R$ 10.680,00 ( dez mil seiscentos e oitenta reais ), as empresas representadas pelo Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos do Estado do Rio de Janeiro – SINFAR farão incidir, em 1º de março de 2016,o percentual de 11,00% ( onze por cento ), a título de revisão salarial na data-base.

Volta Redonda

  • Piso salarial de R$ 2.620,00

Os farmacêuticos contratados pelos estabelecimentos comerciais farmacêuticos do município de Volta Redonda, para os serviços profissionais e técnicos, que recebem acima do piso acima fixado, terão seus salários reajustados em 1º de março de 2016, no percentual de 10,33% (dez, vírgula. trinta e três por cento), incidindo este percentual sobre os salários percebidos no mês de dezembro de 2015.

 

Farmacêuticos de Miguel Pereira/RJ e Paty do Alferes/RJ

  • Piso salarial de R$ 2.620,00

Os farmacêuticos contratados pelos estabelecimentos comerciais farmacêuticos dos municípios de Miguel Pereira e Paty do Alferes, para os serviços profissionais e técnicos, que recebem acima do piso acima fixado, terão seus salários reajustados em 1º de março de 2016, no percentual de 10,33% (dez, vírgula. trinta e três por cento), incidindo este percentual sobre os salários percebidos no mês de dezembro de 2015.

 

Farmacêuticos de Barra do Piraí/RJ, Engenheiro Paulo de Frontin/RJ, Mendes/RJ, Pinheiral/RJ e Piraí/RJ

  • Piso salarial de R$ 2.620,00

Os farmacêuticos contratados pelos estabelecimentos comerciais farmacêuticos de BARRA DO PIRAI, PIRAI, PINHEIRAL, MENDES E ENGENHEIRO PAULO DE FRONTIN, para os serviços profissionais e técnicos, que recebem acima do piso acima fixado, terão seus salários reajustados em 1º de março de 2016, no percentual de 10,33% (dez, vírgula. trinta e três por cento), incidindo este percentual sobre os salários percebidos no mês de dezembro de 2015.

 

Farmacêuticos de Macaé

  • Piso salarial de R$ 2.620,00

Os farmacêuticos contratados pelos estabelecimentos comerciais farmacêuticos do município de MACAÉ, para os serviços profissionais e técnicos, que recebem acima do piso acima fixado, terão seus salários reajustados em 1º de março de 2016, no percentual de 10,33% (dez, vírgula. trinta e três por cento), incidindo este percentual sobre os salários percebidos no mês de dezembro de 2015.

 

Farmacêuticos de Petrópolis

  • Piso salarial de R$ 2.620,00

Os farmacêuticos contratados pelos estabelecimentos comerciais farmacêuticos do município de Petrópolis, para os serviços profissionais e técnicos, que recebem acima do piso acima fixado, terão seus salários reajustados em 1º de março de 2016, no percentual de 10,33% (dez, vírgula. trinta e três por cento), incidindo este percentual sobre os salários percebidos no mês de dezembro de 2015.

Farmacêuticos de Belford Roxo, Itaguaí, Japeri, Mesquita, Nova Iguaçu, Paracambi, Queimados e Seropédica

  • Piso salarial de R$ 2.620,00

Os farmacêuticos contratados pelos estabelecimentos comerciais farmacêuticos dos municípios de BELFORD ROXO, ITAGUAÍ, JAPERI, MESQUITA, NOVA IGUAÇU, PARACAMBI, QUEIMADOS E SEROPÉDICA, para os serviços profissionais e técnicos, que recebem acima do piso acima fixado, terão seus salários reajustados em 1º de abril de 2016, no percentual de 10,33% (dez, vírgula. trinta e três por cento), incidindo este percentual sobre os salários percebidos no mês de dezembro de 2015.

 

Farmacêuticos de Niterói e São Gonçalo

  • Piso salarial de R$ 2.585,08

Os farmacêuticos contratados pelos estabelecimentos comerciais farmacêuticos dos municípios de Niterói e São Gonçalo, para os serviços profissionais e técnicos especializados que recebam salários acima do piso, terão seus salários reajustados em 10,33% (dez virgula trinta e três por cento), incidindo este percentual sobre os salários percebidos no mês de setembro de 2015.

 

Farmacêuticos de Araruama, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia e Saquarema

  • Piso salarial de R$ 2.620,00

Farmacêuticos que empreendem atividades em farmácias nos Municípios que abrangem a base territorial do Sindicato Patronal, sendo certo que o empregado que receba até dois pisos salariais em 30/04/16, farão jus ao reajuste de 5% (cinco por cento).

 

 

Farmacêuticos de Guapimirim, São José do Vale do Rio Preto e Teresópolis

  • Piso salarial de R$ 2.620,00

Os farmacêuticos contratados pelos estabelecimentos comerciais farmacêuticos dos municípios de Teresópolis, Guapimirim e São José do Vale do Rio Preto , para os serviços profissionais e técnicos, que recebem acima do piso acima fixado, terão seus salários reajustados em 1º de março de 2016, no percentual de 10,33% (dez, vírgula. trinta e três por cento), incidindo este percentual sobre os salários percebidos no mês de dezembro de 2015.

 

Farmacêuticos de  Rio das Flores, Valença e Vassouras

  • Piso salarial de R$ 2.620,00

Os farmacêuticos contratados pelos estabelecimentos comerciais farmacêuticos dos municípios de VALENÇA, VASSOURAS e RIO DAS FLORES, para os serviços profissionais e técnicos, que recebem acima do piso acima fixado, terão seus salários reajustados em 1º de março de 2016, no percentual de 10,33% (dez, vírgula. trinta e três por cento), incidindo este percentual sobre os salários percebidos no mês de dezembro de 2015.

 

Farmacêuticos de Barra Mansa, Quatis e Rio Claro

  • Piso salarial de R$ 2.620,00

Os farmacêuticos contratados pelos estabelecimentos comerciais farmacêuticos dos municípios de Barra Mansa, Quatis e Rio Claro, para os serviços profissionais e técnicos, que recebem acima do piso acima fixado, terão seus salários reajustados em 1º de março de 2016, no percentual de 10,33% (dez, vírgula. trinta e três por cento), incidindo este percentual sobre os salários percebidos no mês de dezembro de 2015.

Entidades Filantrópicas e beneficentes

  • Piso salarial de R$ 2.432,72

Reajuste de 8,41%

 

Farmacêuticos do Estado do Rio de Janeiro

  • Farmacêutico 20 horas -R$ 1.987,64
  • Farmacêutico Auxiliar 44 horas – R$ 4.372,88
  • Farmacêutico Gerente 44 horas -R$ 4.687,24

Parágrafo Único: Para os Farmacêuticos, que ocuparem a função de Diretor Técnico, cargo de Chefia o salário percebido será acrescido do percentual de 25%

Reajuste de 7,5%

 

Hospitais, clínicas e casas de saúde

  • Piso salarial de 2.432,72

Reajuste de 6,22%

 

Farmacêuticos – acordo com Instituto de professores públicos e particulares

  • Farmacêutico – R$ 2.296,97– jornada de 20 horas
  • Farmacêutico Auxiliar – R$ 5.053,41 – jornada de 44 horas
  • Farmacêutico Gerente – R$ 5.416,69 – jornada de 44 horas

Para os Farmacêuticos, que ocuparem a função de Diretor Técnico, cargo de Chefia será acrescido do percentual de 25%.

Reajuste de 7,5%

 

 

 

20. Rio Grande do Norte

piso-salarial-farmaceutico-rio-grande-do-norte

 Farmácia e Drogaria – 2016/2017

  • R$ 1.315,45 – jornada de 4 horas
  • R$ 2.028,20 – jornada de 6 horas
  • R$ 2.629,45 – jornada de 8 horas

Reajuste de 9,50%.

Farmácia de Manipulação – 2016/2017

  • R$ 1.447,00 – jornada de 4 horas
  • R$ 2.231,00 – jornada de 6 horas
  • R$ 2.892,00 – jornada de 8 horas

Reajuste de 9,50%.

 

Distribuidora – 2016/2017

  • R$ 900,00 – jornada de 2 horas semanais
  • R$ 1.327,45 – jornada de 4 horas semanais
  • R$ 2.046,75– jornada de 6 horas semanais
  • R$ 2.653,89– jornada de 6 horas semanais

Reajuste de 10,00%.

 

 

21. Rio Grande do Sul

piso-salarial-farmaceutico-rio-grande-do-sul

Farmacêutico Rio Grande do Sul – 2016/2017

  • Piso salarial de R$ 3.050,00

Reajuste: 2,06%

 

Drogarias do Centro-Norte do RS – 2015/2016

  • R$ 2.450,00

 Reajuste: 9,85%

 

Comércio de Três Passos e Fecomercio RS – 2015/2017

  • R$ 3.050,00

 Reajuste: 2,06%

Comércio de Produtos Químicos para Indústria e Lavoura e de Drogas e Medicamentos de Porto Alegre – 2016/2017

  • R$ 3.050,00

 Reajuste: 2,06%

 

Comércio do Estado do Rio Grande do Sul – 2016/2017

  • R$ 3.050,00

 Reajuste: 2,06%

 

Indústria de Produtos Farmacêuticos do Rio Grande do Sul – 2015/2016

Para os profissionais farmacêuticos que exerçam atividades não privativas desta profissão:

  • R$ 2.743,88

Para profissionais com menos de 18 (dezoito) meses de experiência profissional comprovada na indústria de produtos farmacêuticos:

  • R$ 3.292,42

Para os demais profissionais:

  • R$ 4.321,32

 

Reajuste:

Farmacêuticos que recebem salário de até R$ 6.000,00 (seis mil reais), tem o reajuste de 9,81%

 

Hospitais e Clínicas de Porto Alegre – 2015/2017

  • R$ 3.753.52

 Reajuste: 9,56%

 

 

 

 

 

22.Rondônia

piso-salarial-farmaceutico-rondonia

2016 – 2017

Piso Salarial 44 horas semanais R$ 3000,00 + R$ 15,00 de ticket alimentação+ 5% de adicional pela RT
Total R$ 3480,00

Piso Salarial 36 horas semanais R$ 2448,00 + R$ 10,00 de ticket alimentação+5% de adicional pela RT
Total R$ 2790,40

Piso Salarial 24 horas semanais R$ 1632,00 + 5% de adicional pela RT
Total R$ 1713,60

Piso Salarial 20 horas semanais R$ 1360,00 + 5% de adicional pela RT
Total R$ 1428,00

GERÊNCIA ADICIONAL DE 25%

23. Roraima

piso-salarial-farmaceutico-roraima

O CRF-RR, em nota ao site farmacêuticas, informou a seguinte situação para os farmacêuticos do estado:

No estado ainda não temos piso definido. No entanto, recomendamos o valor de no mínimo 03 salários mínimos, porém esse valor é na maioria das vezes não praticado. A maioria termina aceitando valores menores que vão de R$1.000,00 a um pouco mais dos três. Já no setor público o menor salário praticado é de R$ 2980,00. Isso salário base sem vantagens como adicional de insalubridade e titulação.”  CRF-RR em 10/10/2014

 A página do Sindicato dos Farmacêuticos do Estado de Roraima (SINDFARRpublicou em sua página no Facebook que haveria uma Assembleia Geral no dia 30/06/2017 para a definição da primeira convenção coletiva da categoria.

Até o momento, nenhuma novidade foi publicada pelo Sindicato ou Conselho Regional do Estado.

24. Santa Catarina

piso-salarial-farmaceutico-santa-catarina

Comércio Varejista – 2017/2018

  • R$ 2.970,00
  • Auxílio creche: R$ 140,00

 Reajuste: 4,69%

 

Distribuidoras – 2016/2017

  • R$ 2.832,54

Reajuste: 11,08%

 

Hospitalar – 2016/2017

  • R$ 2.505,96 – 44 horas semanais
  • R$ 2.641,03** somente para quem possuir certificado de conclusão de curso de Especialização (pós-graduação lato sensu) em Farmácia Hospitalar, com carga horária mínima de 360 horas.

Reajuste: 11,08%

Laboratórios – 2017/2018

  • R$ 3.525,00 – 44 horas semanais

Reajuste: 4,69%

 

Indústrias – 2017/2018

  • R$ 2.275,00

 

Transportadoras – 2016/2017

  • R$ 2.885,25

Reajuste: 11,08%

 

Campanha salarial 2017/2018

Segundo a Sindfar-SC, houve uma proposta dos farmacêuticos hospitalares de equiparação salarial com o piso dos profissionais das farmácias e drogarias (R$ 2.970,00), e será avaliada pela Federação dos Hospitais de Santa Catarina (Fehoesc).

 

 

25. São Paulo 

piso-salarial-farmaceutico-sao-paulo

Indústria 2017-2019

  • Para salários até R$ 8.300,00 reajuste de 5,00%
  • Para salários superiores a R$ 8.300,00 reajuste fixo de R$ 415,00
  • Adicional de responsabilidade técnica de R$ 2.389,09
  • Adicional de co-responsabilidade técnica de R$ 1.672,87
  • Participação nos Lucros e Resultados para empresas de até 100 funcionários de R$ 1.577,00
  • Participação nos Lucros e Resultados para empresas com mais de 100 funcionários de R$ 2.188,00
  • Vale-refeição diário de R$ 29,30
  • Cesta básica para empresas com até 100 funcionários no valor de R$ 201,40
  • Cesta básica para empresas com mais de 100 funcionários no valor de R$ 300,00

 

Farmácias e Drogarias – Estado de São Paulo, exceto municípios do Grande ABCD e Ribeirão Preto 2016/2017

  • Piso salarial de R$ 2.945,00
  • Auxílio Creche: R$ 215,00
  • Acesso à internet no estabelecimento: OBRIGATÓRIO
  • Assentos e pausas para descanso: OBRIGATÓRIO
  • IDENTIFICAÇÃO DIFERENCIADA DO FARMACÊUTICO: OBRIGATÓRIA

Reajuste de 9,49%

Convenção Coletiva abrange todas as cidades do estado de São Paulo, COM EXCEÇÃO das cidades de Ribeirão Preto, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

 

Farmácias e Drogarias – Ribeirão Preto 2016/2017

  • Piso salarial de R$ 2.945,00
  • Auxílio Creche: R$ 215,00

Reajuste de 9,49%

 

Farmácias e Drogarias – Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra – 2016/2017

  • Piso salarial de R$ 3.790,00
  • Auxílio Creche: R$ 142,33

Reajuste de 9,49%

 

Distribuidoras e transportadoras no Estado de São Paulo – 2016/2017

  • Piso salarial de R$ 2.958,00
  • Auxílio Creche: R$ 215,00
  • Acesso à internet no estabelecimento: OBRIGATÓRIO
  • Assentos e pausas para descanso: OBRIGATÓRIO
  • IDENTIFICAÇÃO DIFERENCIADA DO FARMACÊUTICO: OBRIGATÓRIA

Reajuste de 9,31%

 

Hospitais, Casas de Saúde, Laboratórios de Pesquisas e Análises Clínicas – 2016/2017

  • Piso salarial de R$ 2.585,00

Reajuste de 9,00%

 

Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Filantrópicos do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Alta Mantiqueira – 2015/2017

  • Piso salarial de R$ 1.729,51

 

Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Filantrópicos de Ribeirão Preto 2016/2017

  • Piso salarial de R$ 2.146,43

Reajuste de 9,63%

Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Filantrópicos de São Paulo (SIINDHOSFIL) – 2016/2017

  • Piso salarial de R$ 2.150,50
  • Auxílio Creche: R$ 196,59

Reajuste de 9,62%

Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Filantrópicos da Baixada Santista – 2016/2017

  • Piso salarial de R$ 2.043,00
  • Auxílio Creche: R$ 275,00

Reajuste de 9,62%

 

Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Filantrópicos da Presidente Pudente – 2016/2017

  • Piso salarial de R$ 2.028,37
  • Auxílio Creche: R$ 107,42

Reajuste de 9,62%

 

Indústria Farmacêutica (adicional RT*) – 2017/2018

  • Valor de R$ 2.389,00

 

Indústria Farmacêutica (adicional FS**) – 2017/2018

  • Valor de R$ 1.672,87

* Outras informações podem ser obtidas no site do Sinfar – Sindicato dos Farmacêuticos do Estado de São Paulo.

** Para Indústria Farmacêutica, não existe Piso Farmacêutico.

 

26. Sergipe 

piso-salarial-farmaceutico-sergipe

Convenção Coletiva do Trabalho – 2015/2016

 

  • R$ 2.055,85 – jornada de 30 horas semanais
  • R$ 2.741,13 – jornada de 40 horas semanais
  • R$ 3.083,19 – jornada de 44 horas semanais

Reajuste de 8%.

 

27. Tocantis

piso-salarial-farmaceutico-tocantins

 Piso 2016/2017

R$ 3.750,00  para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais, com limite máximo de 8 (oito) horas diárias de segunda a sexta-feira. Sendo o valor da hora trabalhada de R$ 18,75 (dezoito reais e setenta e cinco centavos).

  • R$ 468,75 – jornada de 5 horas semanais
  • R$ 937,50 – jornada de 10 horas semanais
  • R$ 1.406,25 – jornada de 15 horas semanais
  • R$ 1.875,00 – jornada de 20 horas semanais
  • R$ 2.345,50 – jornada de 25 horas semanais
  • R$ 2.812,50 – jornada de 30 horas semanais
  • R$ 3.281,25 – jornada de 35 horas semanais
  • R$ 3.750,00 – jornada de 40 horas semanais

 

Piso estabelecido para todos farmacêuticos que trabalham em farmácias, drogarias privadas, distribuidoras de medicamentos, cosméticos, materiais hospitalares e correlatos.

Aos salários pagos acima do piso fixado será aplicado o reajuste de 9,18%

Adicional de tempo de serviço

As empresas pagarão aos seus farmacêuticos (as) um adicional de tempo de serviço progressivo da seguinte maneira:

  • I. Adicional de mais 3% para os contratos quando completados 5 anos;
  • II. Adicional de mais 3% para os contratos quando completados 8 anos;
  • III.  Adicional de mais 3% para os contratos quando completados 10 anos.

 

 

Concluindo

Estas foram as pesquisas realizadas para o farmacêutico brasileiro ter uma ideia de como colegas de profissão de outros estados são remunerados.

De qualquer maneira, creio que a luta por valorização do profissional, tanto salarial como por melhores condições de trabalho deva continuar.

E caso queira compartilhar alguma informação adicional para complementar este artigo, a sua contribuição será muito bem-vinda.

Envie mais informações para contato@farmaceuticas.com.br

Referências

Acre: SINDIFAC- Sindicato dos Farmacêuticos do Estado do Acre – 06 de Fevereiro de 2014

Alagoas: Sindicato dos Farmacêuticos do Estado de Alagoas – Convenção Coletiva de Trabalho 2014/2015

Amapá: Sindicato Comércio varejista de produtos farmacêuticos do Estado do Amapá 

http://www.crfap.org.br/conteudos/noticia/40404/crfap-e-cff-integram-assembleia-do-sindicato-dos-farmaceuticos

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 

 

Amazonas: SINFAR-AM – 2016-2018

http://www.sinfaram.org.br/piso.php

http://www.sinfaram.org.br/arquivo/cct-distribuidoras-2016.pdf

 

Bahia: Sindifarma – BA Sindicato dos Farmacêuticos do Estado da Bahia 

http://www.sindifarma.org.br/categoria/acordos-e-salarios/salarios-praticados/

 

Brasília – Distrito Federal: SIND DOS TRAB EM FARMACIA DROG PERF E SIMILARES DO DF -Convenção Coletiva de Trabalho 2016

 

Ceará: SINFARCE / SINCOFARMA 2015 – Convenção Coletiva de Trabalho – 29 de Junho de 2015-2016

http://sistemas.filisoft.com.br/scriptcase/file/docconvencao/72/CCT%20SINDESSEC%202015.pdf

 

Espírito Santo:

http://www.sinfes.com.br/

 

Goiás: SINFAR-GO Sindicato dos Farmacêuticos do Estado de Goiás

http://sinfargo.org.br/site/wp-content/uploads/2012/06/CCT-SINDHOESG-2017.pdf

Farmácias e Drogarias

http://sinfargo.org.br/site/wp-content/uploads/2016/10/TABELA-SINCOFARMA-2016-2017.pdf

Laboratórios e banco de sangue

http://sinfargo.org.br/site/wp-content/uploads/2012/06/CCT-SINDILABS-2017-2018.pdf

Anápolis

http://sinfargo.org.br/site/wp-content/uploads/2015/05/Documento1.pdf

Transportadoras

http://sinfargo.org.br/site/wp-content/uploads/2012/06/CCT-SETCEG-2017.pdf

Distribuidoras

http://sinfargo.org.br/site/wp-content/uploads/2012/06/CCT-SINAT-2017-2018.pdf

 

Maranhão: Convenção Coletiva de Trabalho 2016/2017

 

 

Mato Grosso: SINCOFARMA-MT – Sindicato dos Farmacêuticos do Mato Grosso –  Convenção Coletiva de Trabalho 2016/2017

http://crfmt.org.br/wp-content/uploads/2016/10/CCT-2016-2017-REGISTRADA-PDF.pdf

Mato Grosso do Sul: Convenção Coletiva – SINFAR-MS -Sindicato dos Farmacêuticos do Mato Grosso do Sul – 2016/2017

http://www.crfms.org.br/noticias/alerta/3733-atencao-saiu-a-convencao-coletiva-de-trabalho-2016-2017

Minas Gerais: SINFARMIG -Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais -Convenção Coletiva de Trabalho 2014/2015 – 24 de Abril de 2014

 

Minas Gerais:

Farmácias, Drogarias e Distribuidoras

http://www.sinfarmig.org.br/images/drogariashomologada2017.pdf

Análises Clínicas

http://www.sinfarmig.org.br/images/clinicas2017.pdf

Hospitais

http://www.sinfarmig.org.br/media/CCT2015_2016_HOSPITAIS.pdf

Indústrias

http://www.sinfarmig.org.br/media/CCT2015_2016_HOSPITAIS.pdf

 

Pará: CRF-PA – Projeto de 03 de Abril de 2013

 

Paraíba: Convenção Coletiva de Trabalho 2016 e 2017

http://www.sifep.org.br/index.php/pisos-salarais/piso-salarial-2016-2017

 

Paraná:

Comércio Varejista Paranavaí – 2016/2017

http://sindifar-pr.org.br/wp-content/uploads/2016/09/CCT-Com-Varej-Paranava%C3%AD-16-17.pdf

Comércio Varejista Prod. Oeste do PR – 2016/2017

http://sindifar-pr.org.br/wp-content/uploads/2016/09/CCT-Com.-Varejista-Oeste-PR.pdf

Comércio Varejista Prod. Londrina – 2016/2017

http://sindifar-pr.org.br/wp-content/uploads/2016/09/CCT-Sinqfar-2017.pdf

Indústrias Químicas e Farmacêuticas do PR – 2016/2017

http://sindifar-pr.org.br/wp-content/uploads/2016/09/CCT-Hosp.-Campo-Mour%C3%A3o-2016.pdf

 

Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde Campo Mourão – 2016/2017

http://sindifar-pr.org.br/wp-content/uploads/2016/09/CCT-Hosp.-Campo-Mour%C3%A3o-2016.pdf

Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde de Cianorte – 2016/2017

http://sindifar-pr.org.br/wp-content/uploads/2016/09/CCT-Hosp.-Cianorte-2016.pdf

Comércio Varejista Prod. Maringá – 2016/2017

http://sindifar-pr.org.br/wp-content/uploads/2016/09/CCT-Com.-Maring%C3%A1-2016.pdf

Sindicato dos Laboratórios de Análises e Patologia Clínica, Análise e Citologia do Paraná – 2016/2017

http://sindifar-pr.org.br/wp-content/uploads/2016/09/CCT-Sinlab-16-17.pdf

Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde do Paraná – 2016/2017

http://www.sindifar-pr.org.br/wp-content/uploads/convencoes/001.pdf

Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde de Maringá- 2016/2017

http://www.sindifar-pr.org.br/wp-content/uploads/convencoes/002.pdf

Comércio Varejista de Santo Antônio da Platina – 2016/2017

http://www.sindifar-pr.org.br/wp-content/uploads/convencoes/003.pdf

Comércio Atacadista de Drogas e Medicamentos do Paraná – 2016/2017

http://www.sindifar-pr.org.br/wp-content/uploads/convencoes/004.pdf

Indústrias Químicas e Farmacêuticas do PR (SINQFAR-PR) – 2016/2017

http://www.sindifar-pr.org.br/wp-content/uploads/convencoes/006.pdf

 

Pernambuco: Sindicato dos Farmacêuticos do Estado de Pernambuco

Farmácias e Drogarias 2016/2017

http://www.sinfarpe.org.br/sinfarpe/index.php/2013-07-06-15-32-01/361-cct-farmacias-e-drogarias-2016-2017

Hospitalar 2016/2017

http://www.sinfarpe.org.br/sinfarpe/index.php/2013-07-06-15-32-01/331-cct-hospitalar2016-2017

Indústrias 2016/2017

http://www.sinfarpe.org.br/sinfarpe/index.php/2013-07-06-15-32-01/281-cct-industrias-2016-2017

Distribuidoras e Importadoras 2016/2017

http://www.sinfarpe.org.br/sinfarpe/index.php/2013-07-06-15-32-01/279-cct-distribuidoras-2016-2017

 

Piauí: Projeto de Lei para piso salarial farmacêutico – 2016

http://sindifarpi.org.br/2016/05/23/conquista-assinada-a-1a-convencao-coletiva-para-farmaceuticos-de-drogarias-farmacias-e-distribuidoras-de-produtos-farmaceuticos/

 

Rio de Janeiro: Sindicato dos Farmacêuticos do Estado do Rio de Janeiro – SINFAERJ

http://sinfaerj.org.br/sindfiberj-20162017/

 

 

 

Rio Grande do Norte:

Distribuidora – 2016/2017

http://sinfarn.blogspot.com.br/2016/08/convencao-coletiva-de-trabalho-20162017.html

Farmácia de Manipulação e Drogarias– 2016/2017

http://sinfarn.blogspot.com.br/2016/07/convencao-coletiva-de-trabalho-20162017.html

 

Rio Grande do Sul:

Campanha salarial 2015-2017:

Farmacêutico Rio Grande do Sul – 2016/2017

http://docs.wixstatic.com/ugd/9fb0b7_370e5f41de5e4e7dae873bfb28f935fc.pdf

 

Drogarias do Centro-Norte do RS – 2015/2016

http://docs.wixstatic.com/ugd/9fb0b7_b6f9b42496004b588861dcfd32a803f1.pdf

 

Comércio de Três Passos e Fecomercio RS – 2015/2017

http://docs.wixstatic.com/ugd/9fb0b7_c5b51ca2bd6440c6a10a5d4bfb0dbb32.pdf

 

Comércio de Produtos Químicos para Indústria e Lavoura e de Drogas e Medicamentos de Porto Alegre – 2016/2017

http://docs.wixstatic.com/ugd/9fb0b7_cc99ae631c5f4375b09fa68f9f3c404a.pdf

 

Comércio do Estado do Rio Grande do Sul – 2016/2017

http://docs.wixstatic.com/ugd/9fb0b7_1db8537fafc842b99e61985706cb8554.pdf

 

Indústria de Produtos Farmacêuticos do Rio Grande do Sul – 2015/2016

http://docs.wixstatic.com/ugd/9fb0b7_7f41b4ba55084dba94241e337da6d9e4.pdf

 

Hospitais e Clínicas de Porto Alegre – 2015/2017

http://docs.wixstatic.com/ugd/9fb0b7_2007980dff814fb19e020c103083b7a1.pdf

 

Rondônia: https://www.facebook.com/pages/Sindicato-Dos-Farmaceuticos-De-Rondonia/327415217348162

 

Roraima: CRF-RR Conselho regional de Roraima – 10 de Outubro de 2014

 

Santa Catarina: SINDFAR – SC – Sindicato dos Farmacêuticos no Estado de Santa Catarina

Comércio Varejista 2017/2018

http://www.sindfar.org.br/wordpress/wp-content/uploads/2017/06/CCT-2017-2018.pdf

Distribuidoras 2016/2017

http://www.sindfar.org.br/wordpress/wp-content/uploads/2016/07/Distribuidoras.pdf

Laboratórios – 2017/2018

http://www.sindfar.org.br/wordpress/wp-content/uploads/2017/05/ICRegistrado_Laboratorios.pdf

Hospitalar – 2016/2017

http://www.sindfar.org.br/wordpress/wp-content/uploads/2016/12/Hospitalar2016.pdf

Indústrias – 2017/2018

http://www.sindfar.org.br/wordpress/wp-content/uploads/2017/06/Conven%C3%A7%C3%A3o-Coletiva-Ind%C3%BAstria-2017-2018.pdf

Transportadoras – 2016/2017

http://www.sindfar.org.br/wordpress/wp-content/uploads/2016/11/CCTtransportadoras.pdf

Campanha salarial 2017/2018: http://www.sindfar.org.br/fehoesc-analiza-no-dia-30-reajuste-salarial-da-categoria-farmaceutica/

 

São Paulo:

Comércio Varejista (Farmácias – Drogarias)

 Estado de São Paulo – exceto municípios do Grande ABCD e Ribeirão Preto

http://www.sinfar.org.br/download.php?f=caf3ec6eab3281b89232eb36fb40c964

Ribeirão Preto

http://www.sinfar.org.br/download.php?f=9ba10f9a8607e3f23112fbfd1a8f9ffe

Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra.

http://www.sinfar.org.br/download.php?f=8febd9e0eb2a9a99efa97af0dd3fc104

Osasco e Região

http://www.sinfar.org.br/download.php?f=efbc95da52b70011888862c748ac752b

Comércio Atacadista (Distribuidoras)

http://www.sinfar.org.br/download.php?f=61593b88ccd1329483d61bc890b30fd6

Hospitais, Casas de Saúde, Laboratórios de Pesquisas e Análises Clínicas (SINDIHOSP)

http://www.sinfar.org.br/download.php?f=47c72a48ed47660acb21389b30ad66ec

Hospitais e Entidade Filantrópicas (SINDHOSFIL)

Vale do Paraíba, litoral norte e Alta Mantiqueira

http://www.sinfar.org.br/download.php?f=803dc8418b0babc23f8a3f875fb4b9d4

Ribeirão Preto

http://www.sinfar.org.br/download.php?f=311aeaadaed72711979c55835513600b

São Paulo

http://www.sinfar.org.br/download.php?f=3abe0c6d46ae42e08ff7e5f5f5098f33

Baixada Santista

http://www.sinfar.org.br/download.php?f=327e219c70b74f61bc85d0b1418f2b2c

Presidente Prudente

http://www.sinfar.org.br/download.php?f=79c11f865cc8e1cc013e187db071b337

 

Sergipe: Convenção Coletiva De Trabalho 2013/2014 – CRF-SE – 06 de Agosto de 2016

http://fecomercio-se.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Conven%C3%A7%C3%A3o-Coletiva-De-Trabalho-2015.2016-Farmac%C3%AAuticos.pdf

 

Tocantis: Convenção Coletiva de Trabalho 2016/2017 – SINDIFARMA –TO

http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/Resumo/ResumoVisualizar?NrSolicitacao=MR072558/2016&CNPJ=02889429000107&CEI=

Este artigo foi criado a partir de relatos de alguns profissionais que atuam no exterior para que o farmacêutico brasileiro entenda de que maneira a categoria atua e é valorizada em alguns países do mundo.

As informações contidas na matéria foram fornecidas tanto por farmacêuticos brasileiros que atuam em outros países, quanto por farmacêuticos estrangeiros que auxiliaram na elaboração deste artigo,  compartilhando as informações salarias praticadas em seus países de origem.

Como é  o piso salarial do farmacêutico no mundo?

1. Canadá

piso-salarial-farmaceutico-canada

Os farmacêuticos no Canadá não são apenas dispensadores de medicamentos, eles são envolvidos no cuidado com a saúde do paciente conduzindo diretamente a terapia medicamentosa e aconselhando os pacientes. O trabalho do farmacêutico no Canadá com o paciente vai desde a preparação do medicamento, aconselhamento nos cuidados na administração, possíveis interações medicamentosas e efeitos adversos.

Em alguns locais do país o farmacêutico possui licença para prescrição de medicamentos.

Devido à vasta extensão territorial do Canadá, o número de farmacêuticos, e por sua vez o número de unidades de farmácia, são muito pequenos. Há poucos farmacêuticos, e estes devem dirigir às vezes mais de 300 Km para chegar até a “comunidade de farmácia”,  como é chamado no país, mais próxima.

E o Governo reconhecendo este problema  iniciou a partir de 2009 uma campanha que motivou os farmacêuticos a se mudarem para áreas mais remotas no intuito de tornar o medicamento mais acessível à população.

Para tanto, as universidades aumentaram o número de estudantes admitidos no cursos para ajudar o Governo Canadense.

A profissão farmacêutica é uma das mais lucrativas no país assumindo terceiro lugar entre os salários mais altos.

O valor do salário médio é de C$ 95.000 anual, cerca de R$ 216.600,00 (cotação do dólar canadense (CAD) – R$2,28 em 13/10/2014), além de um bônus anual de C$ 3.000,00, cerca de R$ 6.840,00.

Mas este valor pode aumentar dependendo da especialização, nível de graduação, local de trabalho e da área de atuação. E este valor pode chegar até C$ 157.300,00, ou seja, R$ 358.644,00 ao ano.

2. Estados Unidos

estados-unidos-piso-salarial-farmaceutico

Os farmacêuticos nos Estados Unidos atuam de forma similar aos canadenses, onde possuem um contato mais direto com a saúde do paciente.

Sendo que um farmacêutico hospitalar, ao contrário do brasileiro que fica atrás do balcão, atua diretamente nas salas de pronto socorro, chamados de ER (Emercency Room). O papel do farmacêutico é instruir o médico em qual medicamento deve ser usado em cada atendimento ou enfermidade,além da quantidade exata a ser usada.

Não é o médico quem decide qual medicamento deve ser utilizado, e sim o farmacêutico.

Em entrevista com uma farmacêutica brasileira formada em farmácia nos Estados Unidos há mais de 10 anos, foi informado que um farmacêutico que atua em grande redes de drogarias, como a CVS e o Walgreens por exemplo, ganham em média U$ 120.000,00 ao ano, algo em torno de R$ 301.200,00 levando em consideração a cotação do dólar americano de R$2,51 (13/10/2014).

Um estudo feito em outubro de 2014 pelo Instituto U.S. Bureau of Labor Statistics relatou que o farmacêutico hoje ganha mais do que era esperado.

O relatório mostrou que a faixa salarial é de U$106,410  (R$ 267.089,01)  anual, e que os farmacêuticos mais bem pagos podem ganhar até U$131,440 (R$ 329.914,40) por ano.

Os farmacêuticos com menor remuneração ganham em torno de U$ 77,390 (R$ 194.248,90) . Mas a média fica em torno de U$121,745 (R$ 305.579,50) por ano.

Quais os fatores determinam o salário do farmacêutico americano?

Em geral, quanto maior a graduação, como o caso de um doutorado (U$ 139.000,00 em média), maior é a remuneração. Mas existem outros fatores:

  • Porte da farmácia
  • Área de atuação
  • Local do país (estado e cidade)
  • Graduação – nível acadêmico

Farmacêuticos proprietários de seus próprios estabelecimentos ainda podem aumentar mais os ganhos e expandir economicamente.

3. Irlanda

piso-salarial-farmaceutico-irlanda

A situação do farmacêutico na Irlanda de forma geral é boa, mas os salários costumavam ser melhores.

Na Europa (Irlanda, Reino Unido e em praticamente todos os países membros da União Europeia) existe uma diferença entre a área de ciências farmacêuticas e farmácia em comparação com o Brasil. O curso de farmácia não é o mesmo que o de ciências farmacêuticas.

A diferença está nas matérias relacionadas aos cuidados com o paciente e suas patologias que existe no curso de farmácia e não no de ciências farmacêuticas (pharmaceutical science).

A área de ciências farmacêuticas é especializada na área industrial/laboratorial/química/pesquisa da indústria farmacêutica e química em geral. Assim como os profissionais que cursam farmácia acabam atuando em farmácias e hospitais.

Para atuar na indústria, além da formação universitária em ciências farmacêuticas, o profissional deve fazer um pós-graduação para ser considerado como “qualified person” (pessoa qualificada) e conquistar um cargo de responsabilidade técnica perante às autoridades reguladoras do país.

Para ser admitido neste curso o candidato de certa experiencia definida pela universidade, 2 anos de experiência aproximadamente. A instituição responsável pelo curso é a Trinity College Dublin. Conseguir uma vaga é algo difícil e custa caro. Bolsas para pós-graduação/mestrado/doutorado são possíveis, geralmente para estudantes europeus, mas são raras. Na maioria das vezes o estudante deve custear o estudo.

O Órgão responsável pelo registro dos farmacêuticos no país e o Pharmaceutical Society of Ireland – PSI. Mas o profissional formado em pharmaceutical science não necessita de registro em nenhum Órgão para exercer a profissão, ao contrário do farmacêutico independente de onde ele trabalha.

Mas há farmacêuticos (pharmacists) em outros cargos, mas com menor frequência, pois farmácias e hospitais pagam mais pra farmacêuticos.

Os cargos de liderança na industria para farmacêuticos são poucos e bem concorridos por pagarem salários muito altos (cerca €90.000,00 por ano, até mais dependendo de onde se trabalha).

Farmacêuticos clínicos com curso de pós-graduação também são bem remunerados.

O piso, de forma geral,  gira em torno de €33.000,00 (R$ 99.660,00 – cotação de R$ 3,02 do Euro) por ano, mas este valor pode variar dependendo da área de atuação.

Farmacêuticos industriais ganham cerca de €90.000,00 (R$ 271.800,00) dependendo de onde trabalham. Mas os cargos de liderança são poucos e  concorridos.

4. Portugal

piso-salarial-farmaceutico-portugal

Em Portugal, a remuneração dos farmacêuticos, assim  como no Brasil,  variam de acordo com a função e atividade desempenhada.

As áreas de atuação, segundo a Ordem dos Farmacêuticos, algo parecido com o nosso Conselho Federal de Farmácia, são as seguintes:

  • Análises Clínicas
  • Assuntos Regulamentares
  • Ensino Farmacêutico
  • Farmácia Comunitária
  • Farmácia Hospitalar
  • Indústria Farmacêutica

Farmacêuticos recém formados ganham em média € 900,00 (R$ 2.718,00) ao mês. Para se ter uma ideia, o salário mínimo em Portugal é de € 500,00 (R$ 1510,00) ao mês.

No caso de farmacêutico hospitalares e clínicos, que podem ser equiparados a um Técnico Superior de Saúde, o salário está situado entre os € 1000,00 (R$ 3020,00) e € 2500,00 (R$ 7550,00) brutos. Dependendo da categoria e nível profissional.

Na carreira docente ou investigativa os salários podem variar entre € 900,00 (R$ 2.718,00) e € 4000,00 (R$ 12.080,00) por mês, de acordo com o grau de ensino que será ministrado e também segundo o Sistema Retributivo da Administração Pública, sendo que o topo corresponde à categoria dos professores catedráticos.

Nas demais áreas de atuação, os valores variam, sendo que a média é de € 1250,00 (R$ 3.775,00) para farmácias de manipulação, ou farmácias oficinas como são chamadas.

 

5. Síria

piso-salarial-farmaceutico-siria

Na Síria, não existe piso salarial  oficial ou um valor pré-estabelecido.

De forma geral, o farmacêutico é proprietário do próprio estabelecimento de farmácia, sendo que ganha  cerca de R$ 5.000,00 por mês.

Os maiores salários são destinados à área industrial, principalmente para propagandistas (para quem vende muito) e pesquisadores com experiência superior a  10 anos  (classificado com nível A+). Estes profissionais ganham entre         R$ 10.000,00 – R$ 12.000,00. Já o farmacêutico industrial, que atua diretamente na fábrica, ganha o mesmo valor de um farmacêutico que atua em farmácias, e as vezes até menos.

Com relação à formação, não há muita diferença comparada com a grade curricular acadêmica das Instituições de ensino brasileiras, exceto pelo fato de que quanto maior a graduação maior a valorização salarial.

O farmacêutico na Síria é MUITO VALORIZADO e respeitado por todos. A profissão farmacêutica é considerada a segunda carreira depois da medicina com relação ao salário, valorização e respeito social.

Este  prescreve muitos tipos de medicamentos,tais como os pertencentes às seguintes classes farmacêuticas:

  • Antibióticos
  • Analgésicos
  • Medicamentos dermatológico.

Porém, a prescrição permitida a um farmacêutico é limitada. Medicamentos como os de pressão, diabetes, psicotrópicos ou para doenças que precisam consulta médica prévia, somente são permitidos aos médicos.

A atuação é direita com o paciente e o profissional não fica escondido dentro da farmácia ou atrás do balcão. O farmacêutico tem  toda responsabilidade da dispensação, aplicação de injeção ou qualquer atividade necessária de atuação na farmácia,  até mesmo venda de tintas do cabelo.

Apesar do respeito por parte da população, não há uma boa relação entre os médicos e os farmacêuticos, pois no ponto de vista médico é ele quem prescreve e o farmacêutico apenas dispensa, não justificando o valor da remuneração do farmacêutico. Então, na opinião dos médicos da Síria, o farmacêutico ganha muito sem fazer nada. Eu, particularmente, descordo disso.

A valorização também acontece porque não há muitas instituições de ensino para formação em ciências farmacêuticas, bem diferente do que acontece no Brasil.  Na Síria só há 4 faculdades públicas e 2 faculdades particulares, e por isso não tem muitos profissionais. Eis um dos principais motivos da valorização.

A concorrência entre os profissionais depende da graduação acadêmica, a fluência na língua inglesa, cursos e o do currículo, com relação à experiência profissional propriamente dita. Normalmente, não há muita concorrência,  em comparação com a situação no Brasil.

Assim como no Brasil, existe um Órgão regulamentador para cada estado, como  por exemplo o CRF em São Paulo, além de um Órgão central, como é o caso do CFF. O nome do Órgão é  نقابة الصيادلة . Estranho para os brasileiros porque  a grafia é diferente da língua portuguesa. Traduzindo para o português seria o equivalente a “O sindicato ou entidade dos farmacêuticos”.

Na Síria o “sindicato”/Órgão seria o mesmo que o  CFF, e cada estado tem um “sindicato”/órgão próprio. O Sindicato estabelecido como os daqui não existem.

A respeito do Conselhos regionais desse país, a triste notícia é que em função da atual guerra que ocorre no país alguns Conselhos foram fechados. Quando isso acontece, o Conselho de outro estado assume a região deste que foi fechado, ou mesmo auxilia os profissionais e estabelecimentos na medida do possível. 

Com relação aos direitos dos farmacêutico da Síria, estes são iguais aos do Brasil, exceto por excelentes benefícios oferecidos:

  • Aposentadoria do farmacêutico é paga pelo Órgão central.

 

  • O Órgão central paga uma ótima remuneração à família em caso de falecimento do farmacêutico:   cerca de 1 milhão de Liras ou o equivalente a R$ 50.000,00.

 

  • O farmacêuticos não pagam impostos,só a anuidade do Conselho/Órgão.

Concluindo

Estas foram as pesquisas realizadas para o farmacêutico brasileiro ter uma ideia de como colegas de profissão de outros países, são remunerados.

Comparada a situação de farmacêuticos de outros países com a nossa, fica evidente a falta de reconhecimento e de valorização. Lamentável!

Caso possua outras informações de farmacêuticos em países diferentes dos citados aqui e queira compartilhar alguma informação, a sua contribuição será muito bem-vinda.

Envie mais informações para contato@farmaceuticas.com.br

Referências

  • Portugal:

             http://www.sindicatofarmaceuticos.org/

             http://www.ordemfarmaceuticos.pt

  • Estados Unidos – U.S. Bureau of Labor Statistics – October 2014